Últimas Notícias

Mais de 20 casais 'dizem sim' em casamento coletivo na Assembleia Legislativa de Roraima

Ação faz parte do Projeto Casamento do Povo; foi a primeira vez que a Casa foi utilizada como cenário para casamento coletivo

Créditos: Anderson Soares
Casais oficializaram união no plenário da Assembleia Legislativa - Anderson Soares/Roraima em Tempo

Em uma cerimônia especial realizada no início da noite dessa terça-feira (14), na Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR), 24 casais disseram sim perante o juiz. Foi a primeira vez que a Casa foi utilizada como cenário para celebração de um casamento coletivo. 

A ação faz parte do Projeto Casamento do Povo, uma iniciativa da Casa, em parceria com um cartório de Boa Vista. A cerimônia foi voltada para pessoas que tinham o desejo de casar, porém, não tinham condições financeiras para custear despesas relacionadas ao casamento.

O tabelião e juiz de paz Joziel Loureiro disse esperar que outras Casas Legislativas do país tenham a mesma iniciativa. Ele revelou que os cartórios de Roraima já realizaram mais de 1,5 mil casamentos gratuitos e a intenção é que outros casamentos coletivos ocorram, sendo pelo menos um a cada seis meses.

"Atualmente, nós fazemos uma cerimônia diferente e inovadora. Roraima sai na frente de uma ideia de relação e reconstrução de uma sociedade com representantes. É a primeira vez que a Casa do povo se abre para um casamento dessa magnitude. Os deputados, num exercício de humildade, cederam os lugares para os noivos", comemorou.

A cabeleireira Cássia Camila Amorim Aguiar, de 24 anos, foi uma das noivas. Ela contou à reportagem do Roraima em Tempo que conheceu o esposo na igreja. Eles estão juntos há cerca de dois anos. Ela destacou que ambos não tiveram dúvidas de casar quando apareceu a oportunidade.

"É um momento único e especial que eu sempre pedi a Deus. Estou muito grata a todas as pessoas que contribuíram para realização desse sonho", comentou emocionada, ao acrescentar que sempre quis oficializar a relação.

O esposo dela, o frentista Caio Geovane Lima Soares, 23 anos, revelou que ao iniciar o namoro com Cássia, os dois fizeram planos de casar o mais breve possível. "Decidimos casar como manda a palavra de Deus. Seguir o que está escrito na Bíblia. O casal não pode construir uma família se não casar perante Deus", considerou.

O presidente da Assembleia, deputado Jalser Renier (SD), garantiu que outros casamentos coletivos serão realizados futuramente e a ação fará parte do calendário da Casa Legislativa. Ele classificou a iniciativa como inovadora e de grande importância para a população roraimense.

"Nós entendemos que essa parceria que Assembleia Legislativa formalizou com as instituições envolvidas, mas, acima de tudo, com apelo e sonho dos noivos. Existem muitas fantasias de casais em oficializarem a união na Assembleia. Então, nós achamos extremamente legal e importante. Por isso, vamos fazer isso uma realidade àquelas pessoas que realmente acreditaram que era um sonho", finalizou. 

SEE ALSO ...