Últimas Notícias

Ministério Público de Contas pede intervenção federal na Saúde de Roraima

Iniciativa se deu após uma diligência feita pelo procurador no Hospital Geral de Roraima (HGR), no último dia 5 de junho


Intervenção foi solicitada na manhã desta quarta-feira (12) - Arquivo/Roraima em Tempo

O Ministério Público de Contas de Roraima (MPC-RR) informou, nesta quarta-feira (12), que protocolou pedido de intervenção federal na Saúde de Roraima. A solicitação foi oficializada hoje pelo procurador Paulo Sousa, junto ao Ministério da Saúde e à Procuradoria Geral da República.

A iniciativa, conforme o órgão fiscalizador, se deu após diligência feita pelo procurador no Hospital Geral de Roraima (HGR), no dia 5 de junho, onde constatou inúmeras irregularidades e problemas como: falta de material de proteção adequada aos servidores, roupas de camas insuficientes aos leitos, tomógrafo quebrado, falta de medicamento, limpeza precária, além de falhas estruturais no prédio, como goteiras, rachaduras, mofo nas enfermarias e nos corredores do hospital. 

Durante a fiscalização, alguns pacientes conversaram com o representante do MPC e relataram a situação em que se encontra o hospital. "Nós estamos correndo risco aqui. Tanto risco em relação a nossa patologia, como o de infecção, porque só o que nós escutamos falar nos corredores é que o hospital está contaminado e está piorando", disse uma paciente que não quis se identificar e está internada aguardando exame para posterior cirurgia.

Na representação, o procurador relata que "é público e notório que, já não é de hoje, que a situação da saúde pública em Roraima está imersa em profundo caos e se encontra assim diante a irresponsabilidade dos gestores públicos do Estado. Mesmo decretado estado de calamidade pública, a população não tem sentido nenhuma melhoria nesta área".

"A exemplo do sistema prisional, cuja situação melhorou bastante com a Intervenção Federal, precisamos urgentemente desta intervenção nas unidades de saúde em Roraima, só assim todas as deficiências serão saneadas pelo Governo Federal e a população sentirá o efeito imediato na melhoria da qualidade dos serviços oferecidos por todas as unidades de saúde. Vamos acompanhar de perto essa solicitação, para que essa intervenção possa acontecer o mais rápido possível", finalizou o procurador.

SEE ALSO ...