Últimas Notícias

Novo edital do Ministério da Saúde oferta 13 vagas para programa Mais Médicos em RR

Conforme Ministério, profissionais vão atender populações de áreas historicamente com maiores dificuldades de acesso


Programa começou a convocar novos médicos depois da saída de Cuba do programa, no ano passado - Divulgação

O Ministério da Saúde divulgou novo edital, nesta segunda-feira (13), para preenchimento de vagas do Programa Mais Médicos, em todo o país. Nesta 18ª etapa, são ofertadas 13 vagas para Roraima. Segundo a Pasta, haverá prioridade na participação de médicos formados e habilitados, com registro em qualquer Conselho Regional de Medicina do Brasil.

ACESSE O EDITAL

Conforme o Ministério, os cerca de dois mil profissionais que serão contratados vão atender populações de áreas com maiores dificuldades de acesso, como comunidades ribeirinhas, fluviais, quilombolas e indígenas. Os médicos devem começar a atuar na atenção básica a partir de junho.

Veja as vagas para Roraima:

LOCAL

VAGAS

Dsei-Leste

1

Dsei-Yanomami

3

Amajari

1

Caracaraí

1

Normandia

1

Pacaraima

2

Rorainópolis

1

São João da Baliza

1

São Luiz

1

Uiramutã

1

TOTAL

13

Os profissionais com CRM Brasil interessados em aderir ao programa Mais Médicos terão entre os dias 27 e 29 de maio para fazer a inscrição, que será realizada, exclusivamente pela internet, através do Sistema de Gerenciamento de Programas (SGP).

No mesmo endereço eletrônico, os gestores municipais terão entre os dias 13 e 17 de maio para acessar o SGP, a fim de renovarem ou aderirem às vagas. Depois dessa etapa, deverão fazer a confirmação. Neste momento, terão conhecimento do número de vagas destinadas aos municípios que vão receber os profissionais do Mais Médicos.

Se, porventura, houver vagas remanescentes desse edital, as oportunidades serão estendidas, em um segundo chamamento, aos profissionais brasileiros formados em outros países e que tenham habilitação para exercer a medicina no exterior.

"Outra novidade deste edital é que toda a documentação desses médicos deverá ser enviada ao Ministério da Saúde, pela internet, já no ato de inscrição. Essa mudança garante que apenas profissionais já habilitados participem do chamamento público, o que contribuirá para otimizar tempo e recurso", garantiu o Ministério.

SEE ALSO ...