Últimas Notícias

Prefeitos cobram do governo infraestrutura no interior e ações para conter imigração

Demandas foram apresentadas durante encontro com o governador Antônio Denarium (PSL), nessa terça-feira (25)

Créditos: Winicyus Gonçalves
Pedro Henrique Machado (PSD) cobra mais apoio do governo estadual para ajudar municípios do interior - Edinaldo Morais/Roraima em Tempo

O governador Antonio Denarium (PSL) se reuniu com prefeitos de ao menos 11 cidades de Roraima durante o 1° Fórum de Prefeitos com o Governo de Roraima. O encontro foi definido para ouvir demandas dos gestores e as necessidades da população na saúde, educação, segurança e infraestrutura. Um dos assuntos que tem preocupado os prefeitos é o aumento da demanda por serviços públicos em decorrência do fluxo imigratório.

"Nós estamos enfrentando a maior crise migratória do país e com certeza da história do Estado. Estamos com crise nas nossas vicinais. Um inverno rigoroso. Então precisamos do apoio dos governos estadual e federal para que possamos fazer o melhor para o povo do interior de Roraima", afirmou o prefeito de Alto Alegre, Pedro Henrique Machado (PSD), também presidente da Associação dos Municípios de Roraima (AMR).

A prefeita de Caracaraí, Socorro Guerra (SD), contou que a migração venezuelana tem pressionado os serviços públicos na cidade ao Sul de Roraima.

"A cidade tem, atualmente, cerca de mil venezuelanos, mas os recursos enviados não aumentaram. Se eu recebia um valor para comprar medicamentos, por exemplo, para os brasileiros, esse mesmo valor agora tem que ser dividido para atender venezuelanos. Temos conseguido atender a demanda como podemos, mas sem a ajuda do governo estadual, podemos entrar em colapso a qualquer momento", alertou a prefeita.

"Viemos buscar mais apoio da parte do governo estadual. Nós nunca tivemos convênios com o governo estadual, então quem sabe buscar parceria através de um convênio", afirmou Pedro Henrique que pretende buscar ajuda a nível federal caso o governo do Estado não possa apoiar.

"Se o governo não puder nos ajudar com todas as demandas, vamos nos unir e buscar o apoio do presidente da República, porque Roraima passa por uma situação difícil e os 14 governos do interior desse estado devem ser escutados", finalizou.

RESPOSTA

O governador disse que, "por conta da grave situação de inadimplência em que encontrou o Estado e das dívidas bilionárias herdadas que precisou parcelar", ainda não pôde atender os municípios devidamente com obras de infraestrutura, como a recuperação de estradas e pontes. Apesar disso, afirmou que está se organizando para iniciar a melhoria das vicinais e já iniciou a construção de algumas pontes, que caíram no começo do período chuvoso.

ICMS

Pedro Henrique Machado confirmou que os repasses do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) estão sendo feitos em dia. Os atrasos foram frequentes durante o último ano da gestão de Suely Campos (PP).

"Nos anos anteriores, o repasse do ICMS era feito com atraso. Outros repasses eram sequer feitos. Vocês acompanharam a nossa luta para receber os repasses em dia. Muitas das vezes tivemos que entrar na Justiça. Agora, com o repasse em dia, conseguimos pelo menos fechar as contas sem tanta preocupação", explicou o prefeito.

SEE ALSO ...