Últimas Notícias

Prorrogado prazo de inscrições para concurso de redação da Defensoria Pública de Roraima

Escolas têm até sexta-feira (24) para efetivar o cadastro, informou órgãos estadual


Prazo foi estendido até o dia 24 de maio, próxima sexta-feira - Divulgação

As escolas que ainda não se inscreveram para o 1° Concurso de Redação da Defensoria Pública do Estado (DPE) ganharam mais tempo para fazer o registro. O prazo foi prorrogado até o dia 24 de maio, devido à dificuldade dos gestores no acesso à internet. As inscrições são feitas no endereço eletrônico do órgão.

"Nós prorrogamos a vigência do concurso a pedido dos professores. Muitos afirmaram que estavam com dificuldades de acesso, tendo em vista que no período chuvoso a internet piora. Queremos que os alunos possam se inscrever, afinal, é uma forma de trazer esses debates para o âmbito escolar e aproximar os estudantes da Defensoria", explicou o defensor público-geral, Stélio Dener.

Dener ressaltou que antes de enviar as redações, os gestores devem se atentar ao formato estabelecido no edital, caso contrário, o candidato será desclassificado pela Comissão Julgadora. A extensão dos arquivos deve ser em PDF.

O concurso é voltado para estudantes de ensino Fundamental, Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede pública estadual de ensino. Cada participante tem até 30 linhas para escrever sobre 'A Defensoria Pública em Defesa dos Direitos das Mulheres', tema deste ano.  

O intuito é despertar na comunidade escolar o interesse por temas relacionados à conscientização dos direitos humanos, da cidadania e do ordenamento jurídico, além de incentivar o debate e a reflexão sobre o tema. As redações devem ser devidamente identificadas, inéditas e originais.

CATEGORIA

Os trabalhos concorrem em três categorias: alunos do 6° ao 9° ano do ensino fundamental, incluindo o Eja; estudantes de 1° ao 3° ano do ensino médio, técnico e Eja; e na terceira modalidade escolas que desenvolverem atividades de sensibilização e mobilização junto à comunidade escolar.

PREMIAÇÃO

Os primeiros colocados serão premiados com notebook, placa de Honra ao Mérito; os segundos e terceiros receberão um Leitor de Livros Digitais. Os professores que orientarem as redações vencedoras serão agraciados com um certificado de Honra ao Mérito e troféu. Além disso, os gestores das escolas participantes receberão certificado de Honra ao Mérito.

As três escolas que melhor realizarem o Plano de Mobilização, por meio de incentivo à participação da comunidade escolar na discussão do tema proposto no concurso, serão premiadas com quantias em dinheiro.

Sendo R$ 3 mil para a primeira colocada, R$ 1,5 mil para a segunda e R$ 1 mil para a terceira. "Os valores da premiação devem ser aplicados em melhorias nas escolas, devendo o gestor enviar à Defensoria no prazo de 60 dias a prestação de contas da aplicação do valor", frisou o defensor público-geral.

SEE ALSO ...