Últimas Notícias

Venezuelano é preso suspeito de estuprar jovem com deficiência mental em abrigo

Carlos Alberto Bustamante Lugo foi detido no abrigo por uma equipe de policiais da Força Nacional de Segurança

Créditos: Nonato Sousa
De acordo com informações de testemunhas, suspeito abusou da vítima no banheiro do Abrigo Rondon 3 - Arquivo/Roraima em Tempo

Um venezuelano de 41 anos foi preso em flagrante na noite de terça-feira (14) por estupro de vulnerável. A vítima, também venezuelana, é uma jovem de 22 anos que tem deficiência mental. O crime ocorreu no banheiro coletivo do abrigo para imigrantes Rondon 3, localizado na Avenida General Sampaio, no bairro 13 de Setembro, zona Sul de Boa Vista.

Carlos Alberto Bustamante Lugo foi detido no local onde ocorreu o abuso, por uma equipe de policiais da Força Nacional de Segurança. Acompanhada da mãe, a vítima foi encaminhada para atendimento médico. Depois, seguiu à delegacia de Polícia Civil.

A reportagem do Roraima em Tempo apurou que Lugo negou o crime, porém, ao menos duas testemunhas, que também vivem no abrigo, prestaram depoimentos e afirmaram ter visto o suspeito no banheiro.

Uma das testemunhas disse à polícia que flagrou o estrangeiro junto com a vítima num dos boxes do banheiro comunitário, com as roupas abaixadas e praticando o crime. A outra testemunha contou que viu quando o suspeito saiu do boxe onde estava e foi para junto da vítima. Algum tempo depois, observou que o home saiu do banheiro apressado, assustado e nervoso.

Em seguida, a representante do abrigo foi informada do caso e acionou a polícia. A reportagem foi informada que além de ser encaminhada ao hospital para tomar medicação de prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis e possível gravidez, a jovem seria encaminhada ao Instituto de Medicina Legal (IML) para fazer exames de conjunção carnal.

A vítima, apesar da deficiência, foi ouvida na delegacia e confirmou o abuso sexual. Segundo a polícia, ela tinha alguns hematomas nos braços que teriam sido provocados pelo suspeito durante o crime.

A delegada de plantão Eliane Gonçalves formalizou a prisão do suspeito. Ele passou o resto da noite na carceragem da Polícia Civil e na manhã de ontem (15) foi levado para audiência de custódia.

RESPOSTA

Em relação ao suposto caso de assédio sexual envolvendo uma venezuelana de 22 anos, ocorrido na noite de ontem (14), no Abrigo Rondon III, a Operação Acolhida informou que tanto a vítima quanto o suspeito eram abrigados no local.

"Na ocasião, outros residentes do Abrigo perceberam uma movimentação suspeita na área do banheiro e então acionaram o militar de serviço que, imediatamente, levou o caso à cadeia de comando da Operação e à equipe da ONG AVSI", acrescentou.

Conforme nota à imprensa, com a chegada da Força Nacional, o suspeito foi encaminhado ao 5º Distrito Policial, enquanto a vítima foi conduzida para atendimento hospitalar. Na manhã de ontem (15), a jovem foi levada ao Instituto Médico Legal, onde realizou exames.

"Cabe esclarecer que, além de manter militares em vigilância permanente, sistemas de monitoramento com câmeras são usados para reforçar a segurança no interior e entorno dos abrigos", finalizou a comunicação da Operação Acolhida.

SEE ALSO ...