Coluna Roraima Alerta

Opinião: Diga-me com quem andas

Eleições municipais evidenciam os verdadeiros interesses por trás de acordos políticos


DECEPCIONOU

A decisão do governador Antonio Denarium (sem partido) de abrir as portas do governo e negociar secretarias com políticos que respondem a processos na Justiça causou decepção em muita gente. Na campanha eleitoral, Denarium se apresentou com o discurso do novo, de quem não faria acordos políticos, que seria um combatente ferrenho contra a corrupção. Aproveitou a proximidade com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para fortalecer essa linha. Porém, ainda na campanha, se uniu ao senador Mecias de Jesus (Republicanos), que foi um dos cabeças do Escândalo dos Gafanhotos. Com esse palanque, Denarium já sinalizada que a prática seria bem diferente do discurso. Menos de dois anos depois, Denarium prova que o combate à corrupção foi usado apenas para conquistar votos.

ESTRANHAS UNIÕES

Primeiro: Denarium se uniu ao presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier (SD), a quem entregou a Secretaria de Saúde, com controle total do orçamento e das ações. A desculpa apresentada para a população foi o pacto pela governabilidade e a promessa de soluções rápidas para os problemas. Nada disso aconteceu. Recentemente, Denarium  firmou nova parceria política com a deputada federal Shéridan (PSDB), capitaneada pelo senador Mecias de Jesus, e envolvendo ainda o apoio dos deputados federais Haroldo Cathedral (PSD) e Jhonatan de Jesus (Republicanos), somando ainda ao ex-deputado Abel Galinha (DEM). Para fazer parte da grande união, cada um ganhou o comando político de uma secretaria.

INTENÇÃO

A intenção de Denarium com esses acordos está mais do que clara. No que ele apelidou de pacto pela governabilidade firmado com Jalser, conseguiu eliminar dois pedidos de impeachment que tramitavam na Assembleia. Agora, no "acordão" com Shéridan está conseguindo eliminar as ações que tramitam no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que podem resultar na perda do mandato. Na semana passada, as duas advogadas responsáveis por elaborar a tese de acusação contra ele foram afastadas do caso. A decisão já gerou atraso na análise de um desses processos, fazendo Denarium se livrar da acusação.

ANCHIETA

Nessa história toda, o mais intrigante é que as ações que denunciam compra de votos tem como autor o PSDB, ou seja, o partido de Shéridan. Elas foram iniciadas pelo ex-marido da deputada e ex-governador José de Anchieta, que no pleito de 2018 perdeu as eleições para Denarium. Anchieta não aceitou o resultado e com provas que indicam a prática ilegal do atual governador para obter votos das pessoas, decidiu entrar na Justiça para retirar Denarium do cargo, mas faleceu antes de ver a análise dos processos. Hoje, a ex-mulher firma acordos com Denarium para livrá-los dos mesmos processos que Anchieta iniciou.

RAPIDINHO

  • A polêmica dos R$ 300: muita gente em Roraima sentiu no bolso a diferença que faz ter R$ 300 a menos na conta. Esse é o novo valor do Auxílio Emergencial pago pelo Governo Federal depois que os deputados federais vetaram uma emenda que tinha como objetivo manter o valor integral de R$ 600 até dezembro. De Roraima os deputados Nicoletti (PSL), Ottaci (SD), Haroldo, Jhonatan de Jesus e a própria Shéridan foram contra a emenda e, com isso, ajudaram a reduzir o valor do Auxílio Emergencial. A Coluna mostrou ontem que, em janeiro, o valor médio de uma cesta básica estava orçada em mais de R$ 300. Ou seja, graças ao voto deles algumas pessoas vão passar fome.
  • Crime eleitoral: circula nos grupos de notícias áudios dando conta de um esquema de abastecimento de motocicletas em Caracaraí envolvendo a candidatura apoiada por Jalser Renier. A população captou áudios com trocas de mensagens entre mototáxis favorecidos no esquema supostamente comandado por Meiry Gigliane, esposa do vice-candidato na chapa do Solidariedade, Julinho Reis. O caso já foi denunciado à Justiça Eleitoral e escancara como o grupo segue com as antigas práticas.
  • Calendário: para concluir o mandato, a prefeita Teresa Surtia (MDB) tem uma arrojada agenda de inaugurações previstas para os próximos meses. Na lista das que serão entregues está uma nova escola Proinfância, o Parque Linear do Cinturão Verde e entrega de novas instalações na Vila Olímpica e no Complexo Ayrton Senna e o mais aguardado Parque do Rio Branco. A agenda até dezembro é bem extensa, com ações para melhorar a vida das pessoas e a infraestrutura da cidade.

PENSAMENTO DO DIA

"É sem dúvida mais fácil enganar uma multidão do que um só homem" - Heródoto