Coluna Roraima Alerta

Opinião: Jalser insiste em ficar na presidência da Assembleia

Roraima em Tempo revelou a nova tentativa de Jalser Renier de permanecer na presidência da Assembleia Legislativa


NÃO QUER SAIR

Fato é que a decisão de Alexandre de Moraes ainda causa repercussão nos ares políticos de Roraima. É que hoje, o Roraima em Tempo revelou a nova tentativa de Jalser Renier de permanecer na presidência da Assembleia Legislativa. Em outras palavras, ele não quer largar a glória e o poder que o cargo lhe proporciona. Contudo, amarga a rejeição do próprio Parlamento, que decidiu apoiar outro candidato. E agora? O que ele pretende fazer além dos recursos impetrados na Justiça? Já foram dois...

O INIMIGO

Também não é segredo para ninguém que Jalser e o deputado Soldado Sampaio não têm simpatia um pelo outro há um bom tempo. No mesmo dia em que a liminar afastando Jalser foi proferida, Sampaio já pediu exoneração da Casa Civil do governo, e começou a negociação com os outros parlamentares, que viram nele e a esperança de se livrar de Renier. Os dois já trocaram farpas durante sessão na Casa, que terminou com pedido de cassação de Sampaio, protocolado pelo partido de Jalser. Nunca foi para frente!

A VOLTA

Em 2019, Sampaio ainda tentou bater de frente com Jalser na disputa pela presidência da Assembleia, mas perdeu feio. Pelo visto, é a hora da volta por cima. Isso porque as fontes da Coluna indicam que ele deve concorrer em chapa única para a presidência. Jânio Xingú, que iria tentar, e chegou a convocar a imprensa para uma coletiva, recuou e vai apoiar Soldado Sampaio. O certo é que Jalser vê cada vez mais a presidência se esvaindo das mãos e nada consegue fazer para reverter o catastrófico cenário. O que será dele sem a presidência?

TENTOU

Jalser ainda tentou estender para 18 de fevereiro a votação para escolher a nova mesa diretora, mas os parlamentares não apoiaram a ideia. Ontem mesmo assinaram uma convocação, baseados no regimento da Casa de que a maioria dos deputados pode convocar sessão na falta do presidente. Renier ainda se intitula, mas nenhum documento com a assinatura dele tem validade, pois o afastamento do cargo foi imediato. Aurelina é a mais velha e deve presidir a sessão.

RECOMENDAÇÕES

Nos últimos dias ocorreu uma chuva de recomendações ao governo, mas nada parece sair do lugar. Nessa quinta-feira, o Tribunal de Contas pediu que o Estado reabrisse o Hospital de Campanha imediatamente. Hoje, faz 11 dias desde que a Secretaria de Saúde prometeu que abriria a unidade, fechada em dezembro por incompetência do próprio governo. Aliás, ao invés de enviar um representante à audiência com o Ministério Público, para falar em que passo está a implantação de novos leitos, o secretário Marcelo Lopes justificou que estaria em Brasília na quarta-feira (27), forçando a Justiça a empurrar para dia 1º a audiência.

SEM SOLUÇÃO

As prefeituras têm adotado decretos para impedir que a pressão no Hospital Geral de Roraima (HGR) cresça ainda mais. A preocupação com os casos do Amazonas também acende o alerta no estado. Esse alastramento da pandemia do estado vizinho foi indicado pela própria Fundação Oswaldo Cruz (Friocruz), como um dos fatores para o aumento significativo no número de casos em Roraima. A questão é que quando a curva diminuiu, o Estado deixou tudo muito folgado, como sempre fez: tomando decisões tardias. Sabiam do risco, mas sequer abriram o hospital de retaguarda.

DENÚNCIAS

Mesmo assim, profissionais de saúde continuam cobrando medidas enérgicas e urgentes. O HGR está um caos! "O bloco não tem nem glicosímetro para verificar a glicose dos pacientes. Os aparelhos de oximetria já não carregam mais a bateria devido ao uso contínuo. Colocam mais leitos nas enfermarias para chamar de UTI. Um verdadeiro caos", denunciou um fonte da unidade à Coluna. Entretanto, para o secretário Marcelo Lopes ainda está tudo uma maravilha. O número de mortes e casos só aumenta, e a população vive à mercê de uma Saúde precária.

PERGUNTAS

  • O que será de Jalser se perder a eleição?
  • A Saúde vai abrir o Hospital de Campanha? Quando?
  • Por que Marcelo Lopes acredita que está tudo bem na Saúde?

PENSAMENTO DO DIA

"As convicções são inimigas mais perigosas da verdade do que as mentiras". (Friedrich Nietzsche)