Coluna Roraima Alerta

Opinião: Jalser pode pedir música

Ele é alvo da terceira ação ingressada no Supremo Tribunal Federal para evitar continuidade na presidência da Assembleia Legislativa.


MAIS UMA

O diretório Nacional do PSL ingressou pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para evitar que o deputado estadual Jalser Renier (SD) siga na presidência da Assembleia Legislativa. Em Roraima, o deputado federal Nicoletti (PSL), presidente estadual do partido, já havia ingressado com um pedido semelhante. Depois dele, quem endossou a solicitação foi o diretório nacional do PSOL. Todos se baseiam na decisão do próprio STF que impediu a recondução dos presidentes da Câmara e do Senado Federal para próximo biênio.

NORMAL

Para Jalser Rernier é normal permanecer no poder por tanto tempo. Documento revelado pela reportagem mostra que ele defende que a recondução é "legal e legítima". Mas, o argumento de quem não quer a continuidade do reinado de Jalser é que tanto tempo como presidente implica na perpetuação de prática questionáveis que mancham o currículo de Jalser. Ele foi matéria nacional, inclusive no próprio Fantástico, como alvo de operações que indicaram a existência de um esquema de desvios de recursos da Assembleia que bancaria a vida de luxo de Jalser e sua família. Foi o programa televisivo nacional que deu a Jalser o apelido de presidente presidiário, mostrando a rotina do deputado que dormia no Comando de Policiamento da Capital. Uma vergonha para Roaima.

MANOBRA

Os que são contra a permanência de Jalser na presidência da Casa afirmam que ele teria feito uma manobra para ser reconduzido à presidência pela segunda vez, no mesmo momento em que se elegeu presidente da Casa pela primeira vez, em janeiro de 2015. O tema foi repercutido pelo deputado estadual Nilton Sindipol (Patriota). Em entrevista à radio 93 FM, ele disse que já existe um documento assinado pelos deputados para garantir a recondução de Jalser à presidência. O próprio Nilton fez um pedido semelhante aos encaminhados ao STF, mas na esfera estadual que foi negado pela 2a Vara da Fazenda.

NOVELA

Se o STF negar as ações ingressadas, Jalser poderá ser reconduzido à presidência da Casa para o biênio 2021/2022. Isso permite que o suposto esquema de corrupção exposto nas operações Cartas Marcadas e Royal Flush continuará. Foram essas operações que mostraram como Jalser direciona os contratos realizados pela Assembleia, escolhendo empresas que atendem aos seus interesses próprios, com preços superfaturados, de onde viria o dinheiro para Jalser bancar até a sua própria permanência na Casa.

ÁUDIO

O deputado Renato Silva (Republicanos) foi um dos que deixou pistas de como Jalser atua ao dividir o dinheiro da Assembleia. No famoso áudio divulgado ano passado, ele reclamava da interferência de Jalser na gestão dos recursos de gabinete dos deputados. Disse na época que esse dinheiro "não era do Jalser para gastar com o Ottaci (SD)". Ottaci, o deputado federal apadrinhado de Jalser, foi lançado pelo partido meses depois como o candidato à Prefeitura de Boa Vista. Sofreu uma derrota massacrante. Nas urnas, a rejeição contra Jalser fez o deputado perder apoio popular e fez o seu opositor Arthur Henrique (MDB) decolar, vencendo as eleições no segundo turno com a maior diferença de votos em relação ao segundo colocado, neste caso, o próprio Ottaci, candidato de Jalser.

VINGANÇA

Foi essa derrota histórica que fez Jalser mirar sua artilharia mais uma vez contra a ex-prefeita Teresa Surita (MDB). Primeiro, conseguiu travar a votação da Lei Orçamentária Anual do Município. Com isso, Arthur iniciou seu mandato com o mesmo valor disponível que o previsto no orçamento do ano passado. Junto com o governado Antonio Denarium (Sem Partido), apoiou a composição de uma chapa para a presidência da Câmara Municipal que saiu vencedora da disputa. Nesta quarta-feira (6), na primeira sessão da nova legislatura, os vereadores aprovaram o aumento salarial para os servidores da Casa. Porém, não deram nenhum sinal do que pretendem fazer em relação à LOA. Essa influência de Jalser seria a vingança por ter sido humilhado nas eleições municipais.

COBRANÇA

Ainda no ano passado, Jalser também conseguiu ter o domínio da Saúde Estadual. A promessa era mudar a gestão, fazer as coisas funcionarem. O que se viu foram mais denúncias sobre o mau uso dos recursos públicos. Nesta semana, o que mais se falou nos grupos de whats foi sobre as péssimas condições de atendimento na Maternidade Nossa Senhora de Nazareth. Mães reclamando da demora no atendimento, da falta de condições, dos problemas estruturais na Unidade. Conforme os anúncios feitos pelo secretario estadual Marcelo de Lima Lopes, indicado por Jalser, esse problema já deveria ter sido resolvido. Fala-se desde o ano passado de uma reforma completa na Maternidade que nunca saiu do papel. Foi por isso, que o Governo assumiu a estrutura do Hospital de Campanha do Exército. O espaço receberia pacientes tanto do Hospital Geral de Roraima quanto da Maternidade, enquanto as obras são realizadas. Nada foi feito até agora. Denarium continua sem conseguir cumprir seus compromissos e até as previsões que faz em relação as ações anunciadas. É o próprio governo do atraso, o governo Barrichelo.

PERGUNTAS

  • O que muda em Roraima se Jalser deixar a presidência da Assembleia Legislativa?
  • Por que Jalser quer evitar tanto essa renovação?
  • E quando a parceria Jalser/Denarium vai trazer algum resultado positivo na melhoria dos serviços de saúde? Será que isso é possível?

PENSAMENTO DO DIA

"Nós medimos a incompetência de uma pessoa a medida que ela empurra os problemas" - Bianca Carneiro.


SEE ALSO ...