Coluna Roraima Alerta

Opinião: Todos precisam ajudar

Enquanto não houver a colaboração de todos, a pandemia continuará afetando as atividades comerciais


DILEMA

Gestores públicos no mundo inteiro estão enfrentando mais um dilema relacionado à pandemia. Aqueles que afrouxaram as regras e permitiram o retorno de atividades têm enfrentado novos problemas com o aumento de casos. Isso demonstra a importância da contribuição popular no combate ao coronavírus. Não adianta o esforço dos governos ou instituições se não houver empenho da população. Aumento de casos implica diretamente em estabelecer medidas restritivas e quem mais sofre com isso são os empresários. É por isso mesmo que grandes grupos têm se mobilizado para contribuir no combate à pandemia e até para facilitar o acesso à vacina.

EXEMPLO

Mesmo com toda a fiscalização feita pelos órgãos de segurança, o Carnaval segue marcado por flagrantes de aglomerações. Infelizmente, os mais jovens acreditam ser imunes ou mais resistentes à doença, e protagonizam a maioria desses casos. Mas, há quem entenda a importância de respeitar o distanciamento social. A Diocese de Roraima, por exemplo, determinou que manterá a celebração das missas apenas no formato online, ainda que a atividade tenha sido flexibilizada pela prefeitura. Hoje, as igrejas podem realizar atividades com público, desde que respeitem a ocupação máxima de 30% e as demais normas para garantir a segurança dos fiéis.

CONTINUA

Outro bom exemplo é da Prefeitura de Boa Vista que manteve o funcionamento normal das Unidades Básicas de Saúde durante o período de Carnaval. Isso se deu graças ao planejamento realizado com antecedência que identificou as necessidades e que garante a condição de funcionamento desses espaços com a devida qualidade. Diferente do Estado que abriu seletivo em dezembro e não informou o resultado, ofertando este ano mais vagas em um novo seletivo, a prefeitura já contratou mais profissionais para reforçar a linha de frente do combate à pandemia. A gestão municipal segue agindo com responsabilidade.

RISCO

Por outro lado, o Governo do Estado enterrou o discurso de ampliação gradativa dos leitos de UTI. Há mais de uma semana a situação está grave com os leitos do Hospital Geral de Roraima (HGR) 100% ocupados ou com ocupação quase no limite. Nesta segunda-feira (15), foi a Maternidade Nossa Senhora de Nazaré que atingiu 100% de ocupação dos leitos de UTI. Até o momento, não há nenhuma manifestação por parte da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) que indique a implantação de novos leitos de UTI. Quem adoece em Roraima coloca a vida em risco.

REDES SOCIAIS

Nas redes sociais, o número de críticas à péssima gestão de Antonio Denarium (sem partido) só aumenta. São desde familiares que acompanham com apreensão a situação dos pacientes internados, passando por profissionais formadores de opinião que seguem abalados devido ao número de pessoas que perderam a vida nos últimos dias. Conforme a mídia nacional, Roraima lidera o agravamento no número de casos e mortes nesta nova fase da pandemia. Mas, parece que o próprio governador e a equipe não ligam para a opinião das pessoas. Para Denarium, segue tudo cada dia melhor.

DINHEIRO

Com a imagem seriamente comprometida, Denarium fez questão de comemorar o aumento no repasse do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para as prefeituras do interior. Esqueceu de dizer que isso não passa de uma obrigação constitucional do Governo do Estado, que pode, inclusive, lhe render problemas judiciais se deixar de ser feita. Ou seja, Denarium não pode se colocar como o responsável pelo aumento de repasse para as prefeituras. Isso é propaganda enganosa ou, no mínimo, cara de pau.

FAÇA O QUE DIGO

Denarium colocou nas redes sociais a recomendação para que os prefeitos do interior se esforcem mais no combate à Covid-19. Só lembrou da primeira parte do ditado "Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço". Isso porque o governador tem sido um péssimo exemplo no enfrentamento à doença, apontado como o principal responsável pelas quase mil mortes já registradas no Estado e por todas as dificuldades denunciadas pela população diariamente. Para reforçar isso, basta observar que a gestão da Saúde continua sob o comando de Jalser Renier (SD), que segundo as últimas denúncias feitas pelos órgãos de fiscalização, é um especialista em fraudar contratos para desviar dinheiro público e se beneficiar com isso.

SE DEUS BEM

Enquanto todas as atenções estão voltadas para a Saúde Estadual, Denarium age e ordena que os prédios pertencentes ao Estado sejam leiloados de forma rápida. Tanta pressa assim tem explicação. A pandemia trouxe dificuldades para os empresários locais que estão sem caixa e passando dificuldade. Ou seja, poucos vão se interessar. Quem vai comprar os imóveis a preços baratinhos? Se você respondeu Denarium, amigos empresários e laranjas, acertou. Quem vai se beneficiar com essa ação são aqueles poucos que insistem em dizer que Roraima está cada dia melhor. O Ministério Público e o Tribunal de Contas devem ficar de olho. O risco de maracutaia é grande.

VACINA

A Prefeitura de Boa Vista está aguardando nova sinalização sobre o envio de vacinas para Roraima. Hoje, Estados e Municípios não podem fazer a compra direta dos imunizantes que são repassados pelo Governo Federal, via Ministério da Saúde para os Estados. Nesta segunda (15), o município concluiu a oferta da vacina no sistema drive-thru para idosos com idade a partir de 80 anos. Para os profissionais de saúde, já está sendo aplicada a segunda dose da vacina e as equipes vão seguir atendendo aos idosos acamados. Novos públicos e novas datas só poderão ser anunciadas após a confirmação de uma nova remessa de vacinas para a capital. Por enquanto, os demais idosos terão que esperar.

BOLA FORA

A intenção foi boa, mas a mensagem foi mau planejada. Em suas redes sociais, o deputado federal Ottaci (SD) publicou uma montagem mostrando um bloco de rua de carnaval e um bloco do HGR. A foto dizia que para não entrar no HGR, era necessário evitar o bloco com aglomeração. A questão é que o deputado esqueceu do papel enquanto parlamentar. Ele poderia ajudar a melhorar a condição de atendimento do HGR e acabou sendo cobrado porque, no ano passado, fez questão de se mostrar como um apoiador do Hospital de Campanha do Exército, mas nunca fez nada pelo Hospital Geral de Roraima. Bola Fora!

PERGUNTAS

  • O que falta para Denarium assumir a incompetência na gestão da Saúde?
  • Por que o governador insiste em manter relações com Jalser Renier, mesmo depois dele ter se enfraquecido ao perder a presidência da Assembleia Legislativa?
  • Por que Ottaci nunca demonstrou preocupação com o HGR como fez com o Hospital de Campanha do Exército? Será que era tudo encenação?

PENSAMENTO DO DIA

"O homem nunca é totalmente inútil. Na pior das hipóteses, ele serve de mal exemplo" - Wilson S'Andres.


SEE ALSO ...