Coluna Roraima Alerta

Opinião: Transformador de energia de Roraima está no Amapá

Equipamento foi levado no final de semana e nenhum parlamentar do Estado se manifestou sobre o problema


Equipamento foi levado para Macapá - Divulgação/Ministério de Minas e Energia

CONFIRMADO

A dúvida que muita gente tinha sobre a ida do transformador de Roraima para o Amapá foi confirmada nesta terça-feira (8), pela equipe do Roraima em Tempo. Dia 18 de dezembro, o equipamento entra em funcionamento no Estado do Amapá. O tema foi pouco explorado localmente, mas a verdade é que Roraima agora tem apenas a estrutura do parque térmico como fonte de geração de energia e caso ocorra qualquer problema, a população roraimense pode sofrer os mesmos efeitos que o Amapá que ficou 20 dias no escuro.

SILÊNCIO

A bancada federal que representa Roraima permaneceu em silêncio sobre o tema. Nem quando foi procurado por um veículo de imprensa local, o senador Mecias de Jesus (Republicanos) se mostrou contrário à decisão do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido). Telmário Mota (Pros) alardeou, mas ficou apenas no discurso também provocado por um veículo local. Nem aqueles vídeos chatos que são sua marca registrada, ele gravou para alertar a população. Da parte dos deputados federais, nem o deputado federal Jhonatan de Jesus (Republicanos) que foi presidente da Comissão de Energia da Câmara Federal não se manifestou. Parece que não existe nenhum comprometimento com o Estado.

ALERTA

O único alerta foi feito pelo presidente do MDB em Roraima, Romero Jucá. Por meio do partido, ele ingressou com uma ação na justiça para tentar evitar que o transformador fosse enviado para o Amapá. Considerando que o equipamento já foi levado, o documento também pede que o Governo Federal determine uma data para devolução do transformador. Diferente dos atuais parlamentares, Jucá falou e agiu dentro do que podia fazer em defesa de Roraima, mesmo sem mandato. Infelizmente, que hoje representa o Estado na esfera federal não tem demonstrado o mesmo compromisso com o Estado.

SEM TUCURUÍ

Infelizmente, ainda não há previsão para a retomada da obra do Linhão de Tucuruí. A obra, que é considerada de interesse nacional, segue suspensa devido a falta de entendimento com os índios wamiri-atroari. Em 2018, teve muito candidato prometendo que a interligação aconteceria até 2021. Chico Rodrigues (DEM) está licenciado e não deve voltar para o cargo tão cedo depois de ter sido flagrado com dinheiro entre as nádegas pela Polícia Federal. Nas suas redes sociais, Mecias e Jhonatan de Jesus chegaram a publicar um posts confirmando que o retorno da obra aconteceria em junho do ano passado. Nada aconteceu. Telmário Mota foi outro que chegou a divulgar um panfleto agradecendo a então presidente Dilma Roussef pela obra. Os dois foram responsáveis por dar volume a ideia mentirosa de que seu opositor, Jucá era o culpado pelo entrave na conclusão de Tucuruí. Mecias está caminha para o seu terceiro ano de mandato, Jhonatan está no terceiro mandando como deputado federal, são quase 10 anos ocupando o cargo. Já Telmário chega no penúltimo ano dos oito para o qual foi eleito. Nenhum deles apresentou algo de concreto para solucionar a questão da energia ou qualquer outra que seja importante para o desenvolvimento do Estado. A culpa, portanto, não era de Jucá.

ENGANANDO

Falando em Telmário, ele fez uma publicação dando conta de recursos que teria liberado para Boa Vista. O nome da capital estava em destaque, mas um pouco abaixo, em letras miúdas, havia uma observação: pago por meio do Governo do Estado. Ou seja, o recursos foi para a conta administrada por Antonio Denarium (Sem Partido), nada de fato chegou para a Prefeitura de Boa Vista que tem a obrigação inicial de cuidar de 70% de toda a população de Roraima mesmo com um orçamento cinco vezes menor que o do Governo. Outro detalhe que chama atenção é a divulgação do valor de R$ 7,7 milhões para equipamentos de saúde. Onde estão esses equipamentos?

CONLUIO

Em um grupo de whats, uma pessoa comentou que Telmário só coloca dinheiro na conta do Governo porque lá, ele consegue "meter a mão". O comentário faz referência às acusações feita contra o senador que foi delatado na mesma operação que o colega Chico Rodrigues. O ex-servidor da Secretaria Estadual de Saúde mostrou mensagens de whats para comprovar a suposta influencia de Telmário no direcionamento de contratos para empresas de sua simpatia. No relatório da operação, a PF disse que existe um conluio em Roraima, onde parlamentares da base do Governo teriam facilidade para interferir nos contratos, favorecendo empresas ligadas a eles que ofertam produtos e serviços a preços superfaturados. Com isso, os recursos de emenda destinados por esses parlamentares, voltaria para seus próprios bolsos. Telmário nega tudo, apenas que nunca colocou recursos para ajudar o trabalho feito pela Prefeitura de Boa Vista.

PERGUNTAS

  • Nenhum senador ou deputado de Roraima está preocupado com a questão energética do Estado?
  • Mecias e Jhonatan prometeram que a obra de Tucuruí seria retomada em junho do ano passado. O que será que aconteceu?
  • Por que Telmário não coloca dinheiro para ajudar a Prefeitura de Boa Vista?

PENSAMENTO DO DIA

"A incompetência revela a incapacidade de assumir responsabilidades" - Luzayamo Jorge.