Errou

Errou 23.12.2020


O secretário de Saúde Marcelo Lopes, que não cansa de repetir o mesmo discurso desde que assumiu a gestão da Sesau. Mesmo com as denúncias diárias com fotos e vídeos mostrando a falta de médicos e remédios para o tratamento da Covid-19, Lopes assegura que "a unidade [HGR] continua ativa e não há falta de médicos ou medicação". Será que ele acompanha de forma direta a situação da Saúde de Roraima ou fica como coadjuvante deixando a pessoa que o indicou ao cargo tomar as decisões? Ficam os questionamentos, mas a população quer respostas concretas e verdadeiras.