Geral

Covid-19: uso emergencial de vacina da Janssen é aprovado pela Anvisa

Imunizante teve eficácia geral de 66,9%, segundo relatório do órgão

Créditos: Agência Brasil
Com a aprovação, o Governo Federal poderá utilizar 38 milhões de doses já adquiros em acordo com a Janssen - AP Photo/Ted S. Warren

O uso emergencial de vacinas produzidas pela Janssen, da Johnson & Johnson, foi aprovado nesta quarta-feira (31) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Com isso, o Governo Federal poderá utilizar 38 milhões de doses já adquiros em acordo com a farmacêutica.

Segundo a recomendação da área técnica da agência, a maior dos diretores votou a favor pela permissão de uso com base em uma avaliação de que os benefícios do imunizante supera os riscos trazidos por ele. A aplicação da vacina da Janssen é em dose única.

"Esta relatoria conclui que os especialistas da Anvisa avaliaram que a vacina atende às expectativas da agência quanto aos requisitos de qualidade, segurança e eficácia", destacou a relatora do pedido, Meiruze Freitas.

A área técnica da Anvisa concluiu que o iminizante pode ser aplicado em pessoas com mais de 18 anos, com ou sem comorbidades, tendo eficácia geral da vacina é de 66,9%. Em casos consideradors graves, esse percentual é de 76,7% após 14 dias e 85,4% depois de 28 dias. A vacina da Janssen foi a quinta ser aprovada no país para uso emergecial contra o coronavírus.