Notícias Locais

Adolescente e presidiário são baleados no bairro Jardim Primavera e morrem no HGR

Segundo informações extraoficiais, Ryan Barros e Diogo Assis foram baleados por PMs que os socorreram

Créditos: Nonato Sousa

Mais dois indivíduos foram baleados no bairro Jardim Primavera à luz dia. Este foi o segundo caso de vítimas alvejadas no mesmo bairro em menos de 24 horas. Na noite de quinta-feira (27), o ex-presidiário Isaias Magalhães Marinho, 25, foi baleado na Rua das Acácias, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu pouco tempo depois no Hospital Geral de Roraima.

Na tarde dessa sexta-feira (28), o adolescente Ryan Fonseca Barros, que saiu do Centro Socioeducativo (CSE) recentemente, e outro indivíduo identificado apenas por Diogo de Assis, também do sistema prisional e estava em liberdade condicional para passar Natal e Ano Novo com a família, foram baleados numa casa na Rua das Margaridas.

As informações iniciais são de que os dois são amigos de Isaias Marinho estavam esperando a chegada do corpo dele para o velório, numa casa em frente à residência da família de Marinho, quando policiais militares chegaram à casa onde a dupla estava e houve os tiros. Os próprios policiais socorreram os dois feridos, mas eles não resistiram e morreram no hospital.

TROCA DE TIROS

A reportagem foi informada por fontes da polícia, que os dois infratores foram baleados durante troca de tiros com os policiais. Eles estavam armados e supostamente cometendo assaltos na cidade.

Na tarde de sexta-feira uma equipe policial localizou a dupla na casa que está abandonada, onde também estariam alguns fugitivos do sistema prisional e, na tentativa de capturá-los, Ryan e Diogo teriam reagido a tiros e os policiais revidaram. Os dois foram feridos e socorridos logo depois.

A reportagem tentou falar com o Comando da Polícia Militar para obter informação oficial da instituição, mas até a conclusão da matéria não houve resposta.

Os corpos do adolescente Ryan Barros e do presidiário Diogo de Assis foram removidos ao Instituto de Medicina Legal. Na manhã deste sábado (29) devem ser entregues às famílias para o velório e sepultamento.

A reportagem não conseguiu contato com nenhum parente dos dois na sexta-feira, após o desfecho com os policiais e a constatação da morte deles.

VEJA TAMBÉM...