Notícias Locais

Autônoma com carro em alta velocidade capota e derruba muro de escola em BV

Suspeita, segundo informara os policiais militares, era de que a condutora estaria embriagada quando aconteceu o acidente

Créditos: Nonato Sousa
- Divulgação

Embriaguez ao volante e alta velocidade são as principais suspeitas para a causa do grave acidente de trânsito, que ocorreu no final da noite de quinta-feira, 31 de janeiro, na zona Oeste de Boa Vista. O veículo saiu da pista, derrubou parte do muro de uma escola infantil municipal e parou quase tombou numa coluna de concreto no corredor de entrada dos alunos.

Conforme relatório dos policiais da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito Urbano e Rural (Ciptur), da Polícia Militar de Roraima, o médico socorrista do Samu, que fez os primeiros atendimentos de emergência na condutora do veículo, uma autônoma de 30, constatou que ela estava visivelmente embriagada.

Porém, devido ao estado de saúde não foi possível a comprovação do estado de embriaguez da mulher por meio do bafômetro.

A autônoma ficou presa às ferragens do veículo e com a ajuda de uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, ela foi retirada do carro. A condutora tinha um corte profundo na cabeça e depois de receber os primeiros socorros no local, ser imobilizada na maca foi conduzida ao Pronto-Socorro Francisco Elesbão.

Os policiais constataram que a mulher não é habilitada nem tem permissão provisória para conduzir veículo. Testemunhas contaram que a autônoma conduzia o carro pela Rua Major Elcidon Pinto, no Conjunto Cidadão, quando perdeu o controle da direção, capotou e foi de encontro ao muro da escola.

INVESTIGADO

O relatório policial foi entregue no Plantão da Polícia. Como a condutora não foi apresentada devido ter ficado hospitalizada, o delegado de plantão Marcus Albano despachou o documento para a Delegacia de Acidente de Trânsito (DAT) para investigar a circunstância do acidente.

Tão logo receba alta hospitalar, a autônoma deve ser intimada a prestar depoimento na DAT. Ela deve ser responsabilizada e arcar com o dano material provocado na escola.

MAIS ACIDENTES

Na manhã de ontem, duas mulheres que andavam de motocicletas fraturaram uma perna cada uma em acidentes de trânsito. Um deles ocorreu na Avenida das Guianas, próximo a um supermercado, no bairro 13 de Setembro. Segundo informações, a mulher se desequilibrou e caiu ao desviar de um pedestre. Na queda ela fraturou a perna.

ZONA OESTE

No cruzamento das ruas Ruth Pinheiro e C-09, no bairro Caimbé, outra mulher fraturou a perna esquerda ao ter a motocicleta que conduzia atingida por um automóvel que teria invadido a via preferencial, pela qual a motociclista seguia.

Ambos os casos as vítimas receberam os primeiros socorros de equipes do Samu e foram conduzidas ao Pronto-Socorro Francisco Elesbão. Elas seguiram internadas e a expectativa era de que ainda na sexta-feira fossem encaminhadas ao Centro Cirúrgico do Hospital Geral de Roraima.