Notícias Locais

Com 356 casos de câncer de pele, Roraima tem maior índice do Brasil

Proximidade com Linha do Equador contribui para que o Estado tenha altos índices da doença

Créditos: Jaqueline Pontes
- Fabio Calilo

O câncer de pele está relacionado a fatores de risco, principalmente, à exposição aos raios ultravioletas. Roraima, somente no ano passado, registrou 356 casos da doença, índice que coloca o Estado com o maior número de casos registrados no Brasil.

De acordo com a dermatologista e coordenadora da campanha nacional "Dezembro Laranja", Ana Paula Vitti, geralmente, a notificação de casos não chega a um terço da realidade, pois as pessoas não procuraram pelo atendimento de um médico especialista, ou seja, têm a doença, mas não sabem.

Ainda segundo ela, o maior índice de câncer no País é o de pele. "Nós vivemos na Linha do Equador e, devido às condições climáticas, à entrada de raios ultravioletas e à luz visível, nosso Estado é um lugar que tem muitos casos da doença", disse.

O não melanoma é o tipo de câncer mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% dos tumores malignos registrados no País. Conforme a dermatologista, existem dois tipos de câncer de pele.

"O melanoma é o que leva a óbito e o não melanoma que é curado 100%, apesar de ser maligno", alertou.

Mesmo tendo tratamento, fica o alerta, entre os tumores de pele, o não melanoma é o mais frequente e de menor mortalidade, porém, se não tratado adequadamente, pode deixar mutilações bastante expressivas. É o tipo de câncer mais comum em pessoas com mais de 40 anos.

No entanto, devido à exposição de pessoas mais jovens aos raios solares, a média de idade dos pacientes tem diminuído nos últimos anos. O câncer, segundo a dermatologista, é raro em crianças e pessoas de pele negra, com exceção das que são portadoras de doenças cutâneas, ou seja, doenças na pele.

A especialista faz um alerta às mulheres, pois o câncer de pele melanoma é mais detectado no sexo feminino. "Esse tipo de câncer é o mais perigoso e mais comum nas mulheres, pode ser porque elas se expõem mais ao sol, mas é preciso ter muito cuidado".

CUIDADOS

Ana Paula alerta que os roraimenses precisam adotar uma série de cuidados para prevenir a doença, como evitar exposição prolongada ao sol entre 10h e 16h, usar proteção adequada, como roupas, bonés ou chapéus de abas largas, óculos escuros com proteção UV, sombrinhas e barracas.                

É necessário ainda aplicar na pele, antes de se expor ao sol, filtro (protetor) solar com fator de proteção 15, no mínimo, usar filtro solar próprio para os lábios e procurar lugares com sombra.

DEZEMBRO LARANJA

Dezembro é dedicado à prevenção e diagnóstico do câncer de pele. Especialistas e autoridades em saúde buscam auxiliar a população na prevenção da doença. A campanha nacional é de autoria da Sociedade Brasileira de Dermatologia e segue neste ano com o mesmo tema de 2017: "Se exponha, mas não se queime".

 

SEE ALSO ...