Notícias Locais

Denarium busca restabelecer FPE e negocia facilidades de pagamento da dívida do Estado

Antonio Denarium participa de fórum em Brasília com governadores de vários estados do Brasil


Denarium está em Brasília cumprindo agenda de compromissos - Divulgação/Secom-RR

O governador de Roraima, Antonio Denarium (PSL), concedeu entrevista exclusiva ao Roraima em Tempo na noite dessa terça-feira (26) diretamente de Brasília, onde participa de fórum com outros governadores e o ministro da Economia, Paulo Guedes. Por telefone, o chefe do Executivo adiantou que busca, entre outras demandas, negociar a dívida do Estado. 

Segundo Denarium, Roraima possui um déficit que gira em torno de R$ 6 bilhões, o que dificulta o governo de honrar compromissos. Ele destacou que o Estado não possui recursos suficientes para manter a máquina pública, bem como pagar dívidas contraídas em gestões passadas.

"Nós colocamos no fórum algumas demandas que temos para Roraima, entre elas, a reforma fiscal e tributária, e a repactuação da dívida pública com a reforma fiscal", destacou o governador, ao acrescentar que é necessário negociar a dívida do Estado com prazo de carência de, no mínimo, dois anos e alongar o prazo para pagamento que reduzam o custo das parcelas mensais.

Antes de cumprir agenda na Capital Federal, o governador foi ao Rio de Janeiro visitar alguns setores que podem ajudar Roraima. Ele foi recebido pelo governador Wilson Witzel. Além disso, foi ao Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDS), justamente acompanhar os convênios que o Estado possui ativos.

Denarium revelou que, por exemplo, no ano passado o governo estadual pagou R$ 248 milhões de dívidas públicas, sendo que R$ 140 milhões foram apenas juros. Ele informou que a prioridade atual do governo é pagar a folha dos servidores e, inclusive, o salário dos servidores da Saúde já foi creditado. Na sexta-feira (29)m demais secretarias também recebem.

"Não pago nenhuma dívida antes de pagar a folha. Eu sou pago algo depois que os salários são pagos", afirmou à reportagem.

Segundo ele, esteve em pauta no Fórum a reforma da Previdência e o plano de recuperação fiscal dos Estados. Ficou acertado que o ministro da Economia, Paulo Guedes, vai apresentar ao governo federal um plano de recuperação fiscal para desafogar os governos estaduais que estão endividados, como é o caso de Roraima.

FUNDO DE PARTICIPAÇÃO

No período da manhã de ontem, o governador participou de outra reunião com o presidente no Tribunal de Contas da União (TCU), José Mucio Monteiro, e com o ministro do TCU, Augusto Nardes, onde trataram sobre o Fundo de Participação dos Estados (FPE).

"Nós fizemos atualização cadastrais junto ao TCU e nosso coeficiente de participação no FPE foi reduzido. Estamos entrando com ação junto com o Tribunal de Contas da União para restabelecer e aumentar o nosso coeficiente no Fundo de Participação dos Estados", disse o governador, ao ressaltar que a participação de Roraima no FPE foi reduzida de 3% para 2,5%.

A expectativa, segundo ele, era de aumentar para 3,3%. A redução da parcela do Fundo pode acarretar em impactos negativos nas mais diversas áreas da cidadania.

Denarium participou ainda de reunião com o ministro de Minas e Energia e deve retornar ao Estado ainda esta semana.

SEE ALSO ...