Notícias Locais

Deputado eleito e filho da governadora são proprietários da Qualigourmet e mantinham empresa sob comando de laranjas, diz PF

Ao menos R$ 70 milhões foram desviados pela quadrilha entre os anos de 2015 e 2018


O deputado eleito Renan Filho e Guilherme Campos, filho da governadora Suely Campos, são proprietários da empresa Qualigourmet que fornece alimentação ao Sistema Prisional de Roraima. A afirmação foi feita pelo delegado da Polícia Federal, Anderson Alves, que conduziu as investigações da Operação Escuridão, deflagrada na manhã desta quinta-feira (29).

Segundo os inquéritos, os dois mantinham como laranja João Kleber, atual proprietário da terceirizada. De acordo com o delegado, Kleber não tinha recursos financeiros para comprar a empresa, o que aconteceu no ano de 2016, quando a terceirizada mudou de nome, mas ficou com o mesmo CNPJ.

"A transição ocorreu de forma fictícia. Os 30% do dinheiro sacados por João Kleber eram repassados aos verdadeiros proprietários: Renan Filho e Guilherme Campos. O dinheiro também era usado para pagar propina a agentes públicos que participavam da associação criminosa", reforçou o oficial.

Além deles, foram presos outras nove pessoas, incluindo um secretário do governo e outros ex-gestores. Devido ao foro privilegiado que ele possuía, a operação foi prolongada.

Após mandados de prisão e busca e apreensão serem expedidos pelo Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR), foi possível prender os envolvidos em Boa Vista e Brasília. Todos foram encaminhados ao Comando de Policiamento da Capital (CPC).

O esquema teria movimentado R$ 70 milhões nos últimos três anos, conforme a PF. O último contrato da empresa consultado pela reportagem estava avaliado em R$ 17 milhões.

O serviço chegou a ser suspenso por três semanas em novembro e voltou na sexta-feira da semana passada.

Mais informações na edição impressa do Roraima em Tempo de amanhã.

VEJA TAMBÉM...