Notícias Locais

Mais de 140 hidrômetros foram furtados nos meses de janeiro a março em RR

A Caer substitui o hidrômetro sem ônus algum para o cliente, porém ele deve ter registrado o furto à polícia

Créditos: Rikaelly Silva
Hidrômetros são furtados para a comercialização do composto de cobre - Arquivo/Roraima em Tempo

O furto de hidrômetros tem aumentado a cada ano em Boa Vista, conforme dados da Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer). A ação ocorre devido à possibilidade de comercialização do composto de cobre existente no equipamento.

O diretor Comercial do Interior da Caer, Cícero Batista, informou que em 2017, foram furtados 138 hidrômetros, o que gerou prejuízo em torno de R$ 20 mil. No ano seguinte, foram levados 279 aparelhos, gerando uma perda de R$ 42 mil à Companhia.

"Somente nos três primeiros meses do ano, já foram furtados 140 hidrômetros. O prejuízo ainda não foi calculado", destacou. Ele acrescentou que a Caer mantém contato direto com a Polícia Civil, para que os furtos sejam investigados e os autores punidos.

SEM CUSTO

Sobre a reposição dos aparelhos furtados, a Caer substitui o hidrômetro sem ônus algum para o cliente, mas somente para os que tiverem registrado o Boletim de Ocorrência junto à Polícia Civil.

"É importante a presentar à Companhia o registro de atendimento e solicitar providência para a substituição imediata do aparelho", orientou o diretor.

Para evitar esse tipo de vandalismo, recomenda-se o uso de grades de proteção na caixa acoplada ao muro.

Após o registro do furto, o ideal é comunicar à polícia e dirigir-se à sede da Companhia, com a finalidade de solicitar a reposição do hidrômetro. Caso a pessoa não faça o registro e queira um novo equipamento, terá custo onde à empresa cobrará para a reposição.

SEE ALSO ...