Roraima em Alerta

Secretários Estadual transformam Governo em empresa

050819 RR Alerta


APREENSIVOS?

Nesta semana ocorrem oitivas dos processos que investigam Antonio Denarium quanto à suposta de compra de votos e outros crimes eleitorais do ano passado. O discurso anticorrupção foi uma blindagem bem posta na campanha que o elegeu governador de Roraima. Contudo, fontes da Coluna garantem que o pesselista não tem governado sozinho. Grandes acordos políticos garantem vagas a centenas de pessoas, e contratos milionários a outras. Se comprados os crimes da chapa bolsonarista, o Estado pode ter novas eleições. Além de Denarium, a veterana Aurelina também está apreensiva com o processo que andará essa semana e pode colocá-la para fora da Assembleia. Agora, é só esperar!

 

MOVIMENTAÇÕES

O procurador-geral do Ministério Público de Contas não vai ter sossego. Uma fonte revelou à Roraima Alerta que um procedimento administrativo contra ele foi aberto na Corregedoria do órgão. De fato, a publicação já foi feita. Diogo é suspeito de ter corroborado com a nomeação de dois 'fantasmas', a mando de Mecias de Jesus, para terem direito a plano de saúde do Ministério. Além disso, o procurador é alvo de investigação, por ter autorizado a nomeação de uma servidora para substituir outro diretor, durante os afastamentos. Essa nomeação gerou rombo de R$ 240 mil aos cofres do Ministério, mas que já foi devolvido pela servidora. O PAD foi aberto e a Coluna vai acompanhar o desfecho.

 

Adiantamos

Adiantamos que teríamos informações sobre alguns pontos preocupantes sobre fatos que estão permeando os bastidores da administração do governador Antonio Denarium (PSL). Pois bem, uma fonte da Coluna relatou a perplexidade diante do classificou como uma banca comercial que se instalou no Palácio Senador Hélio Campos.

 

Relato

Segundo ele, as principais cabeças do Governo Denarium e o próprio chefe do Executivo estaria usando a influência que conquistaram ao assumir o posto político para favorecer seus próprios negócios. O esquema começa com as tão divulgadas ações de atração de investidores para Roraima. Por isso, o governador faria tanta questão de viajar e de convidar pessoas para conhecer o Estado. 

 

Oferta

Nestas vindas, a equipe de Denarium aproveitaria o ensejo para oferecer terras, negociadas pelos secretários que estão lucrando com as investidas juntos aos convidados. Para convencê -los ao investimento, a parte de Denarium é prometer a infraestrutura necessária para o desenvolvimento de negócios. Isso inclui estradas, incentivos fiscais e até energia de Tucuruí que ainda não chegou nem pros Roraimenses. 

 

Espera

A fonte do Portal ficou muito assustada com o que presenciou e por isso, fez questão de trazer o relato das negociatas que estão acontecendo debaixo do nariz de autoridades, órgãos de controle e da população. Enquanto, o Governo institucionalmente não decola, os negócios de Denarium e sua equipe seguem de vento em polpa. 

 

Diferenciado

Essas especulações se complementam ao ver alguns comentários feitos em publicações oficiais do Governo. Em um deles, um simpatizante de Denarium afirma que o governador conseguiu organizar um secretariado "diferenciado". E é mesmo, porque até em eventos oficiais, alguns dos escolhidos de Denarium fazem questão de se apresentar como empresários e pelo visto, seguem gerindo seus negócios de dentro do Palácio. 

 

Quem são?

Basta olhar a configuração do secretariado que faz parte do comando do Governo. Denarium é empresário e, durante a campanha política chegou a s sofrer ataques dos seus adversários, sendo classificado como agiota. O vice, Frutuoso Lins (PTC), além de médico é proprietário de clínicas, algumas até conveniadas com o próprio Estado. 

 

Segue a lista

A lista continua com o presidente do Instituto de Amaparo a Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado é empresário falido e tem sido apostando como o principal gerenciador do esquema de venda de terras. Na Secretaria Estadual de Saúde, assumiu Cecília Lorenzoni, apontada como advogada das empresas que prestam serviço ao Estado, função que deixou pouco tempo antes de assumir o cargo. Na Secretaria de Articulação e na Secretaria do Índio, ambas pouco expressivas, estão empresárias do ramo madeireiro. Completando o time, o chefe da Casa Civil, Disney Mesquita, também empresário é responsável por ajudar na organização do grupo de apoiadores que financiou a campanha de Denarium em troca das promessas de melhorias para o setor privado. O que se esperava era uma mudança de qualidade e eficiência na gestão, mas o que a população está vendo é um fiasco administrativo que talvez, se justifique pelos interesses principais da equipe de Governo. 


SEE ALSO ...