Últimas Notícias

Adolescente filho de vereador e primo são detidos por roubo em Boa Vista

Antes da chegada do Choque, suspeitos foram agredidos por moradores

Créditos: Nonato Sousa
Após passarem por atendimento médico, suspeitos foram levados para o 5° DP - Nonato Sousa/Roraima em Tempo

Um adolescente de 17 anos, filho de um vereador de um município de Roraima, promessa de ser jogador de futebol, saiu da página esportiva para a policial. Ele e um primo de 21 anos foram agredidos por moradores na noite desta quinta-feira (25), depois de roubarem o celular e R$ 120 de um assistente social, no bairro Cidade Satélite.

Alertados pela vítima, que mesmo antes de ser assaltado correu pela rua gritando e pedindo socorro, moradores perseguiram os suspeitos e conseguiram capturá-los em um matagal, quando tentavam se esconder.

O adolescente e o primo apanharam até a chegada de uma equipe de policiais do Choque, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar, que os tirou das mãos da população. O celular da vítima estava com um dos jovens e foi recuperado, mas o dinheiro que estava na capinha do aparelho não foi encontrado.

Após colherem informações do roubo com a vítima e testemunhas, os policiais colocaram os suspeitos na viatura e os conduziram ao Plantão da Polícia Civil.

O assistente social conversou com a reportagem e confirmou que foi assaltado pela dupla. Contou que o roubo ocorreu por volta das 19h, na rua da casa onde vive, depois de sair para caminhar.

"Eu estava com o celular no bolso e, quando os vi na esquina, senti que poderia ser assaltado e decidi voltar para casa, mas eles correram atrás de mim e um puxou meu celular. Um deles tinha uma espécie de arma", disse a vítima.

Segundo os PMs, a suposta arma era um simulacro de pistola que foi apresentado na delegacia junto com os assaltantes. Os suspeitos também falaram com a reportagem e confirmaram que tomaram o celular do jovem de 26 anos.

Um deles revelou que deve dinheiro para um indivíduo da "pesada" que está lhe cobrando. Por isso, decidiu fazer assaltos para conseguir pagar a dívida de R$ 400. O adolescente disse que foi na "onda" do primo.

Eles alegaram que esta foi a primeira vez que cometeram um roubo. Por estarem com hematomas visíveis, o delegado solicitou aos PMs que levassem os dois jovens ao hospital para passarem por avaliação médica.

DESFECHO

A reportagem apurou que o delegado interrogou os suspeitos e fez a prisão do maior por roubo qualificado. O adolescente foi apreendido em flagrante pelo mesmo crime.

Os dois devem passar a noite na delegacia e na manhã desta sexta-feira (26) serão levados para audiência de custódia e Juizado da Infância e Juventude.