Últimas Notícias

Adolescentes venezuelanos são detidos com motocicleta roubada no bairro São Francisco

Veículo e os dois imigrantes foram entregues no Plantão da Polícia Civil

Créditos: Nonato Sousa
Bros foi apreendida e encaminhada à delegacia especializada de roubo e furto para investigar o caso - Reprodução/TV Imperial

Uma motocicleta com restrição de roubo e furto foi encontrada com dois adolescentes venezuelanos de 17 anos. A dupla foi detida na noite de quarta-feira (31), quando circulava pelas ruas do bairro São Francisco em atitude suspeita. A princípio a abordagem foi feita por um policial militar a paisana que mora no bairro.

Posteriormente, os dois foram entregues a uma equipe policial que estava de plantão e foi ao local atender a ocorrência. De acordo com informações colhidas pela reportagem do Roraima em Tempo nessa quinta-feira (1º), logo depois ao checar a placa da Bros NAT 6649 no sistema de informatização da polícia, os PMs foram informados da restrição de roubo ou furto.

O veículo e os dois imigrantes foram entregues no Plantão da Polícia Civil, onde os estrangeiros foram interrogados pelo delegado Leonardo Barroncas, e o condutor alegou que trabalha como lavador de veículos e pegou a Bros de um individuo que não soube informar o nome nem onde encontrar. Negou envolvimento com o roubo/furto da motocicleta e também que estivesse planejando fazer assaltos no bairro São Francisco quando foi detido pelo PM a paisana.

O delegado falou com a reportagem e informou que como não havia comprovação da participação do imigrante no roubo ou furto da Bros, e fez um Boletim Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra o adolescente por receptação de produto de crime já que a Bros foi encontrada com ele e não soube informar onde encontrar a pessoa que alegou tê-la emprestado. Logo depois o jovem foi liberado e entregue à mãe que compareceu na delegacia.

Também determinou a apreensão do veículo e que também fosse encaminhada para a Delegacia de Repressão a Roubo e Furto de Veículo Automotor Terrestre, da Polícia Civil para investigar o caso.

SEE ALSO ...