Últimas Notícias

Aeroporto Internacional de Boa Vista é arrematado por empresa francesa Vinci Airports

Bloco Norte com sete aeroportos foi arrematado pela empresa por R$ 420 milhões

Créditos: Da Redação
Valor mínimo de lance estipulado pelo Governo Federal foi de R$ 47,9 milhões - Arquivo/Roraima em Tempo

Em leilão promovido nesta quarta-feira (7), pelo Ministério de Infraestrutura, o Bloco Norte de aeroportos foi arrematado pela empresa Vinci Airports por R$ 420 milhões. O valor mínimo de lance estipulado pelo Governo Federal foi de R$ 47,9 milhões, ou seja, um lucro de 777% sobre o preço mínimo determinado.

A empresa vai administrar sete aeroportos da região Norte, são eles: Boa Vista (RR), Manaus (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC), Tabatinga (AM) e Tefé (AM). O contrato de concessão é válido por 30 anos.

O aeroporto Internacional de Salvador já é administrado pela empresa desde 2017 e, até então, era o único terminal aeroportuário sob administração da Vinci Airports no Brasil. Além do Brasil, o grupo administra 36 aeroportos nos países França, Portugal, Camboja, Japão e Chile.

O bloco Sul foi arrematado por R$ 2,1 bilhões, já o bloco Central por R$ 754 milhões, ambos pela Companhia de Participações em Concessões.

Com as novas concessões, 44 aeroportos do Brasil serão administrados pela iniciativa privada. A arrecadação total com a concessão dos 22 aeroportos chega a R$ 3,3 bilhões.

LEIA MAIS

Governo Federal anuncia leilão do Aeroporto Internacional de Boa Vista