Últimas Notícias

Aulas da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo começam nesta segunda-feira (10)

O período de atendimento na unidade será apenas à tarde


Ao todo, 600 alunos estão na lista de espera para começar o ano letivo - Divulgação

As aulas da Escola Estadual Professora Crisotelma Francisca de Brito Gomes, que tem salas anexas na Penitenciaria Agrícola do Monte Cristo, começam nesta segunda-feira (10).

O período de atendimento na unidade será apenas à tarde, das 13h30 às 17h30 de segunda a sexta-feira. A escola atende os alunos na modalidade de ensino Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Ao todo, 600 alunos estão na lista de espera para começar o ano letivo. Em 2016, apenas 210 alunos estavam matriculados. Este ano, 50 estão matriculados nas séries iniciais, 25 no Projeto Remissão Pela Leitura, para aqueles que já concluíram o ensino médio.

"Eles entendem que a escola contribui para a ressocialização, além de contribuir com a redução de pena. Nós acreditamos que eles estão vivendo uma nova realidade, pois hoje perceberam que por si só têm voz e representatividade dos seus direitos", explicou a gestora da escola, Maria Arlete de Santana.

Conforme o Estado, o prédio passou por reforma e a nova estrutura é baseada nos presídios federais e conta com quatro salas, uma biblioteca e banheiros masculino e feminino. A parte externa conta com sala dos professores, direção e secretaria. Outros itens como mesa, cadeiras, livros, entre outros, foram doados pela população.

"A escola é uma garantia dos direitos da sociedade carcerária. Esse é um momento de transformação do Sistema Penitenciário do Estado. A nova estrutura está entre as melhores do Brasil e garante mais segurança para o agente e professor", disse o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes.

Para se matricular é necessário que os detentos passem por uma triagem e estejam com comportamento bom e não tenham cometido nenhuma infração ou tentado fuga na cadeia.

Além da penitenciária, a escola Crisotelma atende os alunos na Cadeia Pública Feminina e da Cadeia Pública Masculina de Boa Vista. Cada unidade possui uma escola nas suas dependências que atende aproximadamente 215 alunos do Sistema Prisional.

SOBRE O PROJETO

Desenvolvido na escola desde 2018, o projeto Remissão pela Leitura consiste na diminuição de pena. Para isso, é necessário que o aluno leia um livro, participe de instruções junto ao professor e escreva uma resenha. Após isso, o trabalho passa por uma avaliação.