Últimas Notícias

Caracaraí, Rorainópolis, Bonfim e Iracema impõem toque de recolher às 20h devido ao coronavírus

Posterior a este horário, as Forças de Segurança vão fazer rondas; quem for pego fora de casa será conduzido à residência

Créditos: Josué Ferreira
Caracaraí tomou uma série de medidas frente à pandemia de coronavírus - Divulgação

Rorainópolis, Caracaraí, Bonfim e Iracema, municípios no interior de Roraima, tomaram medidas severas para conter a propagação do coronavírus. As prefeituras determinaram que a partir das 20h ninguém pode ficar nas ruas ou locais públicos.

Posterior a este horário, as Forças de Segurança vão fazer rondas. Quem for pego fora de casa será conduzido à residência. Caso seja novamente encontrado fora de casa, no período estabelecido, o cidadão serão levado à delegacia, por estar colocando em risco a saúde da população. Veja o que muda:

CARACARAÍ

  • Servidores, exceto os de serviços essenciais, ficam de sobreaviso em casa e não podem sair do município;
  • Supermercados, farmácias e padarias funcionam das 8h às 20h, com limite de cinco pessoas por vez;
  • A partir deste horário, apenas delivery fica liberado;
  • Mototáxi está suspenso, menos se fizer serviço sem transporte de passageiros;
  • Barcos estão proibidos de transportar pessoas. Marinha vai apreender as embarcações que desobedecerem;
  • Posto de combustível 24h, apenas com serviço de abastecimento.

"As pessoas precisam entender que essas medidas são necessárias para evitarmos um caos na cidade. Por isso, a mensagem hoje é para ficar em casa. Os números no mundo e no Brasil são preocupantes e precisamos adotar ações para ajudar no controle da doença", declarou a prefeita de Caracaraí, Socorro Guerra (SD).

RORAINÓPOLIS

Em Rorainópolis, o prefeito Leandro Pereira (SD) suspendeu os processos em andamento e colocou os servidores para trabalhar de casa. Eles também não podem sair da cidade. Cultos em igrejas estão proibidos, bem como ficam suspensos os atendimentos ambulatoriais, com exceção de caso de urgência e emergência.

  • Serviços essenciais continuam;
  • Suspensão de cirurgias e procedimentos odontológicos nas UBSs;
  • Suspensão de atendimentos ambulatoriais, ficando apenas casos de urgência e emergência;
  • Visitas domiciliares de agentes de saúde;
  • Restaurantes, lanchonetes, pizzarias, conveniências, distribuidora de bebidas, somente serviço de entrega;
  • Suspensão de todas as atividades que aglomerem pessoas;
  • Quem desobedecer terá aplicação de multa de R$ 5 mil por dia.

IRACEMA

Já em Iracema, as determinações são semelhantes. O prefeito Jairo Sousa (MDB) suspendeu atividades do comécio e instituiu o toque de recolher. Com o decreto, ficam suspenas as seguitnes atividades:

  • Em bares, restaurantes, distribuidoras, lanches, pizzarias, sorveterias, tendo autorizado apenas os serviços de entrega a domicilio;
  • Atividades dos taxistas que fazem transporte de pessoas intermunicipais, podendo continuar com transporte de encomendas e mercadorias;
  • Atividades de saúde odontológica, públicas e privadas, exceto atendimentos de urgência e emergência;
  • Eventos públicos, esportivos, sociais e culturais; academias, quadras poliesportivas, ginásios e praças;
  • Atividades religiosas que venham aglomerar pessoas;
  • Reuniões de sociedades ou associações sem fins lucrativos;
  • Atividades administrativas com atendimento ao público de todas as Secretarias Municipais e Fundação.

Serviços essenciais, como coleta de lixo, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) vão funcionar em regime de plantão. Nos postos médicos devem ser adotadas medidas que reduzam a quantidade de funcionários, podendo ser elaboradas escalas de plantões.

Em Iracema, estão afastados, sem prejuízo de remuneração, servidoras gestantes e lactantes; servidores maiores de 60 anos; servidores expostos a qualquer doença ou outra condição de risco; e servidores com deficiência que estejam no grupo de risco.

BONFIM

A prefeitura de Bonfim também suspendeu as atividades comerciais e serviços não essenciais com o intuito de combater a disseminação do novo coronavírus. A determinação, assinada ontem (22), tem prazo 15 dias e institui ainda o toque de recolher, a partir das 20h.

  • Proibidas atividades que possam aglomerar pessoas, como festas, shows, eventos esportivos e religiosos;
  • Bares, restaurantes e outros comércios de serviços não essenciais devem permanecer fechados;
  • Farmácias, padarias, açougues, supermercados e postos de combustíveis têm autorização de funcionamento;
  • Serviços de delivery estão liberados, mas devem obedecer às normas sanitárias;
  • Devem ser paralisados atendimentos externos dos órgãos públicos, exceto serviços essenciais de saúde, limitados a um servidor por setor; 

Caso não cumpra as medidas, o estabelecimento poderá perder a licença de funcionamento. O decreto recomenda ainda a suspensão, por 15 dias, de atividades de ônibus, vans e táxis, que fazem rotas intermunicipais, de passeio e fretamento no município.

"Moradores que não estão trabalhando fiquem em casa e reforcem os cuidados com a higiene. Redobrem os cuidados com os idosos e pessoas com doenças crônicas. Só vamos vencer essa crise se todos agirmos juntos. Estamos falando de uma ação coletiva. Não há férias. Há um esforço pelo bem de todos", frisou o prefeito Joner Chagas.