Últimas Notícias

Custo da construção civil em RR cresce 1,2% e registra maior alta do ano, aponta IBGE

Segundo pesquisa, custo médio por metro quadrado foi de R$ 1.219,97; Na comparação com o ano passado, custo médio cresceu 5,93%

Créditos: Bryan Araújo
Em média, R$ 549,61 são relativos à mão de obra - Divulgação

O custo médio por metro quadrado da construção civil em Roraima cresceu 1,2% no mês de outubro e vale R$ 1.219,97. Os dados são do Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), divulgado nessa quinta-feira (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Conforme a pesquisa, o valor registrado em outubro no estado é o maior deste ano. Nos últimos dez meses, o crescimento foi de 3,75%, com valor do medro passando de R$ 1.175,79 para R$ 1.219,97.

Na comparação com outubro do ano passado, o custo médio cresceu 5,93%. À época, o valor era R$ 68,31 mais barato para quem iria construir. Em relação a dezembro do ano passado, o valor subiu 3,89%.

O Acre lidera o ranking dos estados do Norte com o metro quadrado mais caro da região no mês de outubro, correspondendo a R$ 1.276,24. Já o Amapá tem a taxa mais em conta: R$ 1.121,36.

REGIÕES

O custo médio da construção civil no Norte foi de R$ 1.168,34 ou 0,97% maior do que o resultado do mês anterior. O preço também é 5,07% mais alto quando comparado ao mesmo período no ano passado.

Em outubro, o Sul foi a região do país com o custo médio mais caro, somando R$ 1.220,73. Por outro lado, o Nordeste foi a região com o menor preço para o metro quadrado da construção civil, com a média de R$ 1.064,44.

BRASIL

Em termos nacionais, o índice cresceu 0,19% em outubro, atingindo o médio valor médio de R$ 1.155,01 por metro quadrado, sendo R$ 605,40 relativos aos materiais e R$ 549,61 à mão de obra.

Conforme o IBGE, a parcela da mão de obra apresentou a terceira menor taxa do ano em outubro, com 0,11%. Já o custo dos materiais aumentou 0,25%, mantendo-se estável em relação ao mês anterior.

SINAPI

O Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi) tem por objetivo a produção de séries mensais de custos e índices para o setor habitacional, e de séries mensais de salários medianos de mão de obra e preços medianos de materiais, máquinas e equipamentos e serviços da construção para os setores de saneamento básico, infraestrutura e habitação.

O Sistema é uma produção conjunta do IBGE e da Caixa Econômica Federal - Caixa, realizada por meio de acordo de cooperação técnica, cabendo ao Instituto a responsabilidade da coleta, apuração e cálculo, enquanto à Caixa, a definição e manutenção dos aspectos de engenharia, tais como projetos, composições de serviços etc.

As estatísticas do SINAPI são fundamentais na programação de investimentos, sobretudo para o setor público. Os preços e custos auxiliam na elaboração, análise e avaliação de orçamentos, enquanto os índices possibilitam a atualização dos valores das despesas nos contratos e orçamentos.

SEE ALSO ...