Últimas Notícias

Denarium se pronuncia sobre áudio e diz que deputada é alvo de 'bandidos cibernéticos' e 'operadores do mal'

Texto foi publicado na madrugada de hoje (22), nas redes sociais

Créditos: Da redação
Denarium usou as redes sociais - Agência Brasil

O governador Antonio Denarium (PSL) se pronunciou sobre o áudio vazado na noite de sexta-feita (18), no qual conversa com a deputada Catarina Guerra (SD) sobre o suposto afastamento do presidente da Assembleia Legislativa (ALE-RR), Jalser Renier (SD). Denarium se solidarizou com a deputada e afirmou que ela está sendo perseguida por "bandidos cibernéticos" e "operadores do mal". O texto foi publicado na madrugada de hoje (22), nas redes sociais.

"Diante de inúmeros boatos que circulam na Internet a respeito do áudio gravado em uma conversa com a deputada estadual Catarina Guerra, me solidarizo com a nobre parlamentar ao ver o quanto ela está sendo perseguida e caluniada por bandidos cibernéticos, operadores do mal que se utilizam das redes sociais para ofender, usando de palavras chulas e de baixo calão", disparou.

O Roraima em Tempo apurou que o áudio foi gravado na última semana, durante uma reunião com o chefe do Poder Executivo e divulgado nas redes sociais. Nele, Catarina afirma que avaliava como imprudente a maneira que se conduzia, o que se interpreta da gravação, como o afastamento do presidente da Casa.

"Mas isso só vai ser possível de uma maneira só", inicia a gravação numa suposta referência ao afastamento de Jalser Renier. "Se a gente não sentir segurança que a gente vai conseguir isso [afastamento] eu acho imprudente essa maneira que a gente está querendo articular, de evoluir o passo nesse sentido", continua Catarina.

Na sequência do áudio, a deputada faz uma projeção: "Ele cai por si ou a Justiça nunca vai afastar porque está refém dele. Enfim, a gente vai viver nessa insegurança". O Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR) já rejeitou dois pedidos de afastamento formulado pelo Ministério Público do Estado (MPRR) por falta de provas. Jalser já rebateu as acusações do órgão.

Para Denarium, a declaração de Catarina faz parte da sociedade livre, onde qualquer um pode expor ponto de vista, dar opinião, "principalmente ela que foi eleita pelo povo para fiscalizar e legislar", considerou.

"Críticas, desavenças, sempre iremos ter. Faz parte de quem decide entrar para a vida pública. Eu mesmo já fui e sou por diversas vezes criticado, com inverdades. Espero que as acusações de afastamento e expulsão do partido ao qual a nobre deputada pertence, seja apenas boato", disse.

E continuou: "Em relação ao presidente da Assembleia, nada tenho contra ele, na verdade não tenho inimigos políticos, sou governador de um Estado. E como governador, só quero que os projetos de lei que estão há semanas parados, possam ser colocados em pauta", finalizou.