Últimas Notícias

Garimpeiro é preso por dirigir carro embriagado e colidir contra ônibus em Boa Vista

Ao ser submetido ao teste do bafômetro, o aparelho confirmou a embriaguez


Garimpeiro foi preso em flagrante por dirigir bêbado - Divulgação

Um garimpeiro de 35 anos foi preso na madrugada desta quarta-feira (22). Ele se envolveu em um acidente de trânsito com um ônibus e não ficou ferido. Ao ser submetido ao teste do bafômetro, o aparelho confirmou a embriaguez, segundo informações de policiais militares que atenderam a ocorrência e detiveram o motorista.

Ele conduzia uma picape Hilux pela Avenida Glaycon de Paiva, sentido Centro, quando colidiu na traseira de um ônibus que estava parado no sinal vermelho, no cruzamento da Avenida com a Rua Terêncio Lima.

"Quando chegamos havia uma equipe do Corpo de Bombeiros e nos informou que não tinha feridos. Isolamos o local para o trabalho dos peritos da Polícia Civil e com a confirmação de que o motorista estava embriagado, foi feita apreensão da habilitação e o carro dele recolhido ao pátio do Detran. O motorista foi conduzido à delegacia para que fosse adotada medida cabível", destacou a equipe policial.

Na delegacia, após se inteirar do caso e receber o resultado do bafômetro, o delegado Marcus Albano formalizou a prisão do suspeito por "conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão de influência de álcool ou de drogas", conforme prevê o artigo 306 do Código de Trânsito.

LIBERDADE

O delegado informou ao Roraima em Tempo que arbitrou fiança de R$ 1 mil. O garimpeiro pagou o valor estabelecido e foi liberado ainda nesta madrugada. Ele vai responder ao processo em liberdade.

IMPRUDÊNCIA

Na manhã de hoje, um acidente de trânsito envolvendo três carros chamou a atenção pela imprudência. Não houve vítima e o prejuízo foi apenas material. O caso ocorreu no cruzamento das Ruas Cerejo Cruz e Pedro Rodrigues, na área central da cidade.

Um dos veículos não respeitou a placa de 'Pare' numa das ruas e tentou ultrapassar o cruzamento, momento em que bateu no primeiro carro. Outro automóvel que estava parado também foi atingido. Ambos os motoristas teriam discutido sobre quem teria razão e o caso foi parar na delegacia. O desfecho não foi informado.