Últimas Notícias

Governo cria grupo de trabalho para implementação do Novo Ensino Médio em RR

Grupo possui 17 servidores e tem prazo de dois anos para elaboração e instituição do novo plano de ensino

Créditos: Bryan Araújo
Em Roraima, o programa será instituído a partir de 2020 em 21 escolas - Joel Silva

A Secretaria de Educação e Desporto (Seed) criou, nesta semana, o grupo de trabalho que vai acompanhar e monitorar o plano de implementação do programa de apoio ao Novo Ensino Médio nas escolas-piloto de Roraima. O grupo tem dois anos para executar as atividades relacionadas ao novo modelo de ensino.

São 17 servidores da secretaria. Entre as atribuições do estão a elaboração do plano de apoio de implementação, a orientação das unidades de ensino para operacionalização do plano, e o monitoramento das ações desenvolvidas pelas escolas.

Além disso, eles deverão acompanhar a formação da equipe gestora e dos docentes das instituições de ensino, e administrar os repasses de recursos públicos específicos e as respectivas execuções pelas escolas-piloto. Formam o grupo os seguintes setores:

  • Departamento de Educação Básica
  • Departamento de Gestão Educacional
  • Divisão do Ensino Médio e Educação Profissional
  • Divisão do Fortalecimento do Currículo
  • Coordenadora Geral das Escolas em Tempo Integral
  • Coordenadora Estadual do Programa Novo Ensino Médio
  • Área de Conhecimento de Linguagem e suas Tecnologias
  • Área de Conhecimento de Matemática e suas Tecnologias
  • Área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias
  • Área Ciências Humanas e suas Tecnologias
  • Currículo Indígena
  • Currículo do Ensino Fundamental
  • Técnico na Área de Planejamento e Orçamento do Departamento de Cotação e Finanças
  • Especialista na Área de Formação Técnica e Profissional
  • Divisão do Fortalecimento do Currículo
  • Divisão do Fortalecimento do Currículo
  • Centro de Educação Profissional Professor Antônio de Pinho Lima

NOVO ENSINO MÉDIO

O novo programa, estimulado pelo Ministério da Educação (MEC), possui carga horária 14% maior do que modelo antigo. No estado, uma 'falha técnica' atrapalhava o envio de recursos, mas o governo afirmou que isso não impediria a implementação.

Em Roraima, o programa será instituído a partir de 2020 em 21 escolas, sendo nove na capital, sete no interior e cinco escolas indígenas. Conforme o MEC, as unidades de ensino terão até 2022 para ampliar a carga horária da matriz curricular.

No Estado a grade deve passar de 880 para 1000 horas anuais. O antigo ensino médio somava 2.640 horas nos três anos. Agora, serão três mil horas de aulas no período ao longo dos três anos.

Do total de três mil horas de aulas, 1.200 horas devem ser destinadas à oferta dos chamados "itinerários formativos", uma formação à parte da obrigatória. Já as 1.800 horas restantes serão destinadas para a nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

SEE ALSO ...