Últimas Notícias

Jovem é preso após se passar por agente da Polícia Civil e ameaçar pessoas em bar

Entre as vítimas estava um venezuelano de 24 anos, responsável pelo estabelecimento comercial

Créditos: Nonato Sousa
Sousa foi preso na madrugada dessa quarta-feira com um revólver calibre 38 municiado - Divulgação/PM

Marcos Antonio Santos de Sousa, 28 anos, foi preso em flagrante na madrugada dessa quarta-feira (14), em Boa Vista, depois de se passar por agente da Polícia Civil e ameaçar pessoas em um bar na zona Oeste da cidade.

Entre as vítimas estava um venezuelano de 24 anos, responsável pelo estabelecimento comercial. Segundo relatou aos policiais militares que atenderam a ocorrência, ele teve a arma apontada para o rosto.

O caso ocorreu num bar localizado na Avenida Nazaré Filgueira, no bairro Pintolândia. De acordo com o imigrante, Sousa chegou ao local embriagado dizendo que era policial civil. A princípio, ele ficou mostrando a arma na cintura, porém depois sacou o revólver e apontou para os clientes e para o venezuelano, que disse ter ficado estático e com medo de morrer.

"Ele dizia que ia matar todo mundo e não pagaria a conta da bebida que tinha consumido", destacou a vítima.

DETENÇÃO

A Polícia Militar foi informada do caso e enviou duas equipes ao local, que fizeram a detenção do suspeito. Durante a ação, o operador de maquinas teria tentado reagir, mas logo foi contido e algemado. Com ele foi apreendido um revólver calibre 38 com seis munições intactas. A numeração da arma estava raspada, o que agravou a situação.

Os agentes conduziram o jovem à delegacia de Polícia Civil. O delegado Wulpslander Trajano ouviu a vítima e depois interrogou o suspeito sobre as acusações, sendo uma delas se passar por policial civil, bem como porque estava andando armado. Contudo, a reportagem não teve acesso às respostas do suspeito.

Ao final do procedimento, o delegado formalizou a prisão do operador por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, porém, como o revólver estava com a numeração raspada, o crime se torna inafiançável e Sousa passou o resto da noite na carceragem da PC. Pela manhã ele foi levado para audiência de custódio, mas o resultado não foi informado até a conclusão da matéria à tarde.

FURTO

Ainda na noite de terça-feira, duas venezuelanas foram presas por furtarem peças de roupas de uma loja no shopping da zona Oeste. Elizabeth Del Vale Gonzalez Jimenez, 31, e Eudelin Monasserio Corpo, 21, foram flagradas com as roupas dentro de uma caixa.

Um fiscal da loja disse à polícia que através do circuito de câmeras foi possível constatar a atitude das suspeitas. Elas foram abordadas quando tentavam sair com as roupas sem pagar. Uma equipe de policiais militares fez a detenção das imigrantes.

Elizabeth Jimenez e Eudelin Corpo foram conduzidas ao Plantão da PC, onde houve o desfecho do caso e as duas acabaram presas em flagrante. Elas passaram por audiência de custódia, mas o resultado não foi informado.