Últimas Notícias

Motorista de aplicativo e mais duas pessoas são presos por tráfico no Senador Hélio Campos

PM chegou até os suspeitos após denúncia de movimentação intensa em uma boca de fumo do bairro

Créditos: Nonato Sousa
Todos os envolvidos ficarão preso em uma cela de custódia do 2º Distrito Policial - Nonato Sousa/Roraima em Tempo

Uma ação conjunta envolvendo policiais militares do Choque, Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e Departamento de Informação e Inteligência (DII), resultou na prisão de três pessoas por tráfico de drogas e associação criminosa nesta segunda-feira (22). Entre os detidos está um motorista de aplicativo de 32 anos.

De acordo com apuração do Roraima em Tempo, a ação ocorreu em uma boca de fumo situada no bairro Senador Hélio Campos, zona Oeste de Boa Vista. Uma denúncia anônima sobre movimentação estranha em uma residência motivou os policiais a irem até o local.

Segundo o relatório da PM, uma testemunha relatou que um carro modelo Renault Logan de cor bege estaria fazendo o abastecimento da boca de fumo. A entrega teria ocorrido por volta das 10 horas.

Mediante as características dadas pelo denunciante, a equipe do Choque passou a fazer buscas pela região, chegando a encontrar o veículo na rua N-29. Além do motorista de aplicativo, os policiais encontrar um auxiliar em panificação de 28 anos, que tentou se desfazer de uma sacola, no exato momento em que seria abordado.

Além de uma grande quantidade de skunk, os policiais recolheram cerca de R$ 850 em cédulas de dinheiro. O motorista de aplicativo que estava junto com o suspeito também preso, pois entrou em contradição por várias vezes durante a abordagem. O celular dele foi periciado e a equipe encontrou conversas entre eles.

Veículo utilizado nos crimes pertencia a outra pessoa - (Foto: Nonato Sousa/Roraima em Tempo)
 

Após serem levados pela PM ao Plantão Central da Polícia Civil, a dupla acabou confessando o crime e ainda indicaram a localização onde mais drogas estavam sendo armazenadas. Foi graças a isso que os policiais chegaram ao paradeiro da terceira pessoa envolvida, uma doméstica de 40 anos. A reportagem descobriu que a mulher já tinha passagem na polícia por tráfico e roubo.

Outro fato incluído no relatório da PM é que o carro usado para transportar drogas estava alugado. O verdadeiro dono compareceu na delegacia para mostrar o contrato firmado com um dos suspeitos do crime. Ele foi orientado a comparecer novamente no 5º Distrito Policial (5º DP) nesta terça-feira (23) para dar início à tentativa de restituição de bem.

Quanto aos criminosos, eles foram autuados e deverão ser submetidos à audiência de custódia.

 

SEE ALSO ...