Últimas Notícias

Nutricionista indica alimentos que devem ser ingeridos para aumentar imunidade

Ela afirma que pessoas bem nutridas têm mais chances de desenvolver apenas sintomas leves da Covid-19

Créditos: Da Redação
Para melhorar o sistema imunológico é preciso manter uma dieta equilibrada e saudável - Arquivo/Roraima em Tempo

A preocupação das pessoas quanto ao sistema imunológico diante da pandemia do coronavírus aumentou e com isso muitos especialistas orientam que limentos devem ser consumidos neste perído. A mensagem repassada é de que a pessoa bem nutrida consegue ter uma melhor resposta contra qualquer doença e terá mais chances de ter sintomas leves, caso tenha um resultado positivo para Covid-19.

O reforço da imunidade passou a ser a meta de muita gente. Mas afinal, o que fazer para melhorar o sistema imunológico? A professora de Nutrição de um Centro Universitário de Roraima, Maria Aparecida de Assis, explica que não existe um único alimento ou uma única dieta capaz de garantir essa aquisição para o corpo humano.

"Como chegar a esse tipo de alimentação? Dando preferência à ingestão de verduras, frutas, legumes, alimentos integrais e carnes magras. É preciso manter essa dieta todos os dias e não apenas ser uma exceção. Não é para comer um arroz integral porque está doente. É incluir no nosso dia a dia. Se nós mantermos uma dieta equilibrada e saudável, a consequência disso é a melhora da nossa imunidade", ressalta.

SISTEMA INTESTINAL

Outro aspecto que envolve o processo que ajuda a aumentar a imunidade está relacionado ao bom funcionamento do sistema intestinal. A professora relata que a boa saúde da flora intestinal garante a manutenção da saúde do organismo.

"A microbiota intestinal saudável é aquela que possui mais bactérias boas do que ruins, porque nossa flora intestinal é riquíssima em bactérias, só que para estar saudável, precisa estar proliferada de bactérias boas. E novamente: isso só é possível através da alimentação. Portanto, quando a gente tem uma microbiota intestinal saudável, todos os alimentos serão melhor aproveitados pela nossa flora intestinal", completa a especialista.

Uma forma de destruir as bactérias boas do intestino, por exemplo, é com o consumo excessivo de álcool. De acordo com a professora, se o consumo for baixo, e ao longo da semana houver uma alimentação saudável, rica em frutas e verduras, e alimentos integrais, é possível repovoar a microbiota intestinal com bactérias benéficas.

"Quando a gente não tem, não consegue absorver esses nutrientes, como o ferro, o magnésio, o cálcio, as vitaminas. Precisamos estar com o intestino saudável para melhor absorver todos os nutrientes que vem através da alimentação", reforça a professora.

HIDRATAÇÃO

Além de manter uma alimentação saudável, a professora orienta manter o corpo hidratado com água, pois também é uma forma de ajudar a manter os órgãos funcionando de maneira adequada.

"Estando hidratado, ainda mais para pacientes que estão hospitalizados, ou fazendo VNI [ventilação não invasiva], é fundamental a hidratação. Nesse período da doença, se o paciente não conseguir se hidratar somente com água, que é o ideal, pode incluir uma sopa na alimentação, um suco, uma vitamina, tudo isso ajuda na hidratação. É extremamente importante porque nossos órgãos precisam da água para funcionarem da forma adequada", ressalta Maria Aparecida. 

SEE ALSO ...