Últimas Notícias

Transporte interestadual de Roraima tem prejuízo de R$ 8 milhões após suspensão de viagens

Dados foram divulgados à reportagem nesta terça-feira (9) pela categoria

Créditos: Yara Walker
Sindicato afirmou que tenta diálogo com o Governo para o retorno dos serviços no estado - Arquivo/Roraima em Tempo/Edinaldo Morais

O setor do transporte interestadual de Roraima teve prejuízo de quase R$ 8 milhões após a suspensão das viagens no estado devido à pandemia. Os dados foram divulgados à reportagem nesta terça-feira (9) pela categoria.

A restrição faz parte do decreto assinado pelo governador Antonio Denarium (sem partido) no dia 25 de janeiro deste ano, devido ao agravamento da pandemia no estado, e deve ser prorrogada neste mês. A medida não se aplica ao transporte coletivo rodoviário intermunicipal, que volta a atuar com 50% da capacidade nesta quarta-feira (10).

Conforme o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário, Remídio Monai, o cálculo reúne as perdas de todas as companhias rodoviárias. Para ele, é necessário um auxílio governamental ou aplicação das mesmas medidas estabelecidas aos coletivos intermunicipais.

"Nos últimos dias o setor sofreu uma drástica perda nas receitas, se a medida for aplicada por mais tempo teremos prejuízos incalculáveis. Desta vez, não temos auxílio do Governo Federal, como tivemos no início da pandemia em 2020. Por isso, solicitamos uma revisão destas restrições, precisamos pagar os funcionários e as contas do mês", sustentou o empresário.

De acordo com o presidente, para evitar demissões em massa, as empresas adotaram a estratégia de antecipação de férias aos funcionários por 15 dias. 

"Já fizemos isso antes e este é o restante das férias dos funcionários. Agora precisamos retomar as atividades, pois o decreto dá abertura para atuação de serviços irregulares. Nós queremos voltar com todas as medidas sanitárias que já eram adotadas pelo setor, pois entendemos que estamos passando por uma pandemia", explicou.

O sindicato afirmou que tenta diálogo com o Governo para o retorno dos serviços no estado. O Roraima em Tempo entrou em contato com o Executivo, que informou que estendeu o prazo de suspensão para transporte interestadual por mais 15 dias, e que ainda não existe a possibilidade de flexibilização por conta da orientação dada pela Secretaria Estaduakl de Saúde (Sesau).

TRANSPORTE INTERMUNICIPAL

As empresas de coletivos intermunicipais também tiveram perdas significativas. Segundo a superintendente do Sistema Organizacional das Cooperativas Brasileiras em Roraima (OCB), Jucélia Rodrigues, o prejuízo estimado é de aproximadamente R$ 780 mil.

Conforme ela, das 12 cooperativas que atuam no estado, 11 tiveram perdas de R$ 60 mil. Já a empresa que trabalha com operação de vans calcula danos em quase R$ 120 mil.

"Nós já atuávamos com o limite de passageiros e adotamos o uso obrigatório de máscara e álcool em gel. Sabemos que esta é uma situação delicada e vamos tentar reverter os prejuízos causados com as restrições dos nossos serviços neste período", destacou.

A volta parcial do transporte nos municípios ocorre a partir de amanhã.

CASOS DE CORONAVÍRUS

Roraima registra 76.043 pessoas infectadas pelo coronavírus desde o início da pandemia. O estado tem 896 mortes pela doença.