Últimas Notícias

Venezuela confirma mais oito casos de coronavírus e suspende voos internacionais

De acordo com o governo bolivariano, os pacientes são das cidades de Miranda (4), Aragua (1), Apure (1), Cojedes (1) e um espanhol.

Créditos: Josué Ferreira
Ministro do Poder Popular, Jorge Rodríguez - Reprodução/Twitter

A Venezuela confirmou mais oito casos de coronavírus, anunciou o governo venezuelano na noite desse sábado (14). Com o novo cenário epidemiológico, a gestão de Nicolás Maduro decidiu suspender os voos que chegam do Panamá e da República Dominicana pelos próximos 30 dias. Roraima faz fronteira com a Venezuela pela cidade de Pacaraima.

Os casos estão em isolamento nas unidades de saúde. O governo, contudo, não informou quantos outros estão sendo investigados no país. Do total de diagnósticos, há seis homens e duas mulheres. Três chegaram da Espanha, dois dos Estados Unidos e um da Colômbia. Em todos esses países há casos confirmados da doença.

De acordo com o governo bolivariano, os pacientes são das cidades de Miranda (4), Aragua (1), Apure (1), Cojedes (1) e um espanhol. Maduro já decretou emergência na Saúde devido à pandemia de coronavírus, declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

"Se você quer cuidar da família, esposa, esposo, mãe, pai, avós. Se quer cuidar de você mesmo, fique em casa. Esse é o tratamento fundamental para garantir a vitória no combate contra a pandemia", recomendou o ministro do Poder Popular, Jorge Rodríguez.

Rodríguez disse ainda que a principal arma contra o novo vírus é a quarentena social, coletiva, particular e familiar. O ministro acrescentou que este "é realmente o mecanismo que vai nos ajudar a derrotar num curto período de tempo o coronavírus".

Nos 572 Centros de Diagnóstico Integral (CDI) foram distribuídas 4,8 mil camas. Além disso, o ministro assegurou que as unidades têm equipamentos para garantir tratamento adequado aos pacientes que, porventura, forem infectados. Com os novos diagnósticos, sobe para 10 o número de confirmações.

RORAIMA

Até a noite de ontem (14), Roraima havia notificado quatro casos suspeitos da nova doença. Eles estão sendo acompanhados por equipes de saúde e devem ter os resultados das coletas de amostra divulgados nesta semana.

O governador de Roraima, Antonio Denarium (PSL), chegou a pedir, informalmente, o fechamento da fronteira com o país vizinho, mas o governo de Bolsonaro descarta a possibilidade.